24.3 C
Três Lagoas
quinta-feira, 27 de janeiro, 2022
InícioNotíciasPolíticaPrefeito de Brasilândia faz balanço de primeiro ano de mandato; confira

Prefeito de Brasilândia faz balanço de primeiro ano de mandato; confira

Em entrevista ao Perfil News, ele falou sobre como conseguiu equilibrar as contas do município em meio à pandeia, vacinação contra covid, expectativa para as eleições de 2022 e muito mais

Na manhã desta quinta-feira (30), o prefeito de Brasilândia, Antônio de Pádua Thiago (MDB) concedeu uma entrevista ao diretor do site Perfil News, jornalista Ricardo Ojeda.

Na ocasião, ele falou sobre como conseguiu equilibrar as contas do município em meio à pandeia, vacinação contra covid, expectativa para as eleições de 2022 e muito mais.

Antônio está em seu quarto mandato como prefeito e destacou que o ano de 2021 foi um “ano difícil para toda humanidade”.

ANO NOVO, VIDA NOVA

“Mas estamos chegando ao final do ano e é aquela velha e tradicional frase, ano novo, vida nova Que possamos iniciar o ano com uma vida nova, vida pós pandemia, estar mais ou menos equilibrado”, pontuou.

Questionado se a experiência como médico ajudou no controle e combate da pandemia, Antônio destacou que ninguém esperava uma pandemia de tamanha proporção, mas que o início da vacinação em 2021, trouxe um “fôlego” novo e a esperança foi renovada.

“Olha, essa pandemia, desse vírus covid foi uma novidade para todos, inclusive para os grandes pesquisadores, pessoal da infectologia, vírus novo com comportamento diferente, tínhamos uma noção, mas não tínhamos as proporções que isso ia chegar. Foi em maio, abril de 2020, tivemos um caso bem localizado em um núcleo familiar onde houve perda de pessoas que participaram de uma confraternização”, começou.

“Esse vírus tem Grande poder de contaminação, então, reforçou a ideia de cuidados básicos como uso de máscara, distanciamento, isso era que tínhamos em 2020. Esse ano de 2021 iniciou o processo de vacinação e longe de qualquer polêmica, aqui quando fomos soltar a vacinação eu com intuito de mostrar a importância, fui a primeiro a me vacinar”, destaca. (Foto abaixo)

Pádua destaca que a iniciativa estava longe de qualquer questão política. “Desde criança sempre tomando vacina, não apenas pelo fato de ser médico, mas pelo fato de entender que as vacinas dão proteção, são 100%? Ainda não, mas é uma forma de prevenção”, esclarece.

VACINAÇÃO

Além disso, questionado sobre o que pensa da vacinação em crianças de 5 a 11 anos, o prefeito de Brasilândia compactua com a mesma ideia do secretário estadual de saúde, Gerald Resende, de que não é preciso autorização médica para tal ato.

“Concordo com Resende que autorização é dos pais, não tem que fazer fila no posto pra pegar vacina, os pais são soberanos, eles que decidem”.

Em seu quarto mandato, Pádua defende que a experiência fez toda diferença, além de ter uma boa equipe.

Além disso, ele se mostrou solidário aos colegas que assumiram o posto pela primeira vez em meio a pandemia.

Imagem registrada na solenidade de posse para 4º mandato na prefeitura de Brasilândia (Foto: Assessoria)

DORMI MÉDICO E ACORDEI PREFEITO

“Esse ano de 2021 foi o primeiro ano do quarto mandato enquanto prefeito, essa experiência, uma boa equipe formada, uma boa situação bem estabilizada, permitiu que, apesar de todas as  dificuldades, a gente atravessasse bem esse ano de 2021, e eu tenho visto muitas críticas, de uma maneira geral aos prefeitos de primeiro mandato, que tomaram posse em primeiro de janeiro deste ano em meio a pandemia, ano extremamente difícil, como brinco sempre, lá em 2005 quando assumi o primeiro mandato, dormi médico e acordei prefeito e muitos outros colegas dormiram pessoas e acordaram prefeito da sua cidade, ou seja, até você montar equipe, até pegar o jeito de administração pública que é diferente da iniciativa privada, esses colegas de primeiro mandato tiveram muitas dificuldades, com a pandemia isso ficou mais exacerbado”, defende.

EQUILÍBRIO

Na avaliação de Pádua, Brasilândia fecha o ano de 2021 acima da expectativa inicial. “Fechamos o nosso primeiro ano do quarto mandato com uma situação financeira bem equilibrada, todas as contas aprovadas, estamos trabalhando em todas as áreas, atuamos em todos os segmentos. Conseguimos caminhar e caminhar bem, isso é fruto de experiência e de termos uma equipe técnica bem montada, que soube conduzir e superar as dificuldades”.

Já sobre a geração de empregos na cidade, o chefe do executivo municipal destaca que a cidade não tem empresas de grande porte, no entanto, que a parceria com Três Lagoas ajuda os moradores de Brasilândia.

“Gostaríamos de ter empresa de grande porte, mas como não temos, o nosso pessoal tem se virado nos 30 para não fechar os comércios, 2021 iniciamos uma parceria Sebrae, o ‘Cidade Empreendedora’, desse projeto nasceu um grupo de mulheres chamado ‘mulheres empreendedoras’, que tem sido o grande destaque na nossa cidade. Elas estão buscando forças. Esse é o primeiro passo e a partir daí tenho certeza que vão surgir muitas coisas boas”.

INCENTIVOS PARA INVESTIDORES

O gestor municipal também fala dos incentivos caso empresários queiram se estabelecer na cidade.

“Empresário investidor vem, faz solicitação, protocola qual sua ideia, perspectiva de geração de emprego, enviamos para Câmara para os vereadores aprovarem, para dar segurança para mim enquanto prefeito e que o empresário também fique seguro. Brasilândia está bem localizada, temos um bom acesso ao maior centro consumidor do Brasil, que é São Paulo, ou seja, tomos condições sim que caso algum empresário queria se estabelecer aqui”.

Sobre a política de incentivo, o administrador municipal pontua que o município pode disponibilizar áreas, mas a questão dos incentivos fiscais ainda é pouca.

“Em termos de incentivos fiscais é pouco, o que pesa mais são tributos estaduais e federais, ai a gente depende muito da política do Governo do Estado, que não tenho dúvida que governador tem olhado para todos os 79 municípios, vai da habilidade e visão do empresário de achar alternativa mais viável”.

Na entrevista, Pádua elogiou a atuação da Suzano, que está montando a nova fábrica de celulose em Ribas do Rio Pardo.

Pádua reforçou que sua postura sempre é muito técnica  com relação aos outros políticos e buscas por recursos e que o município atualmente tem uma boa relação com a bancada federal e também estadual.

ACIMA DA IDEOLOGIA PARTIDÁRIA

“Independe-te de partido. As tratativas são feitas entre prefeito e governador, não são questões politicas e partidárias, lido com todos. Fomos em Brasília estávamos em nome do município, indo buscar coisas para nossa população. Somos a cidade acima de ideologias políticas, religião e até time de futebol”, disse em tom descontraído.

Para ele, não é preciso um mundo de extremismo e sim de diálogo com todos.

“A ministra Tereza Cristina nos atende muito bem, a senadora Simone Tebet nos atende muito bom, o senador Nelsinho Trad nos atende bem, a deputada Rose Modesto, a senadora Soraya, o deputado Fábio Trad. A bancada estadual, como o deputado Eduardo Rocha, Márcio Fernandes…”, disse.

Sobre as eleições de 2022, o prefeito falou da sua forma transparente e verdadeira sobre quem deve apoiar.

“Olha, eu tenho dito para todos e acredito que o bom é isso, você se colocar de forma verdadeira, transparente, sou filiado ao MDB desde 1994, minha ficha de filiação foi abonada pelo nosso saudoso senador Ramez Tebet, costumo respeitar as origens vamos assim dizer e tenho demonstrado isso ao longo do tempo, nessas eleições todas sempre tenho apoiado em primeiro turno o candidato do MDB e vou fazê-lo novamente, se MDB tiver candidato vou apoiar. E S for o nosso eterno governador André Puccinelli mais do que nunca terá meu apoio, meu respaldo e carinho nessa busca de retorno ao governo do estado. Ele ainda pode e vai fazer muito pelo nosso Mato Grosso do Sul”.

NOME DE CONSENSO

No entanto, caso o MDB não indique ninguém para o pleito, Pádua defende que não desqualifica e nem julga as outras opções, pois cabe a população escolher.

Ele, porém, pondera que existem nomes que seriam de ‘senso comum’.

“Melhor nome seria da Ministra Tereza Cristina, pois é uma pessoa que transita bem em vários segmentos, até dentro do MDB, a senadora Simone Tebet que está em patamar mais elevado…”.

Durante a entrevista, Pádua fez questão de destacar a parceira com Três Lagoas e revelou que o município vem crescendo e se desenvolvendo cada vez mais, por isso, atualmente é uma cidade de expressão nacional.

2021 foi um ano marcado por incêndios florestais. Nesse quesito, o chefe do executivo elogiou a atuação do Corpo de Bombeiros no combate ao incêndio ocorrido na Reserva Cisalpina.

TURISMO

“Turismo ecológico é bom se colocarmos de maneira organizada para que não deixe a poluição nos locais. O grande passo começa com a gente, queremos visitar, vamos cuidar e preservar o meio ambiente e espero que essa pandemia tenha servido para nós, enquanto humanidade, que temos que estar atento para isso”.

Ao final, ele agradece o apoio da equipe neste primeiro ano de mandato.

“Coisas boras virão, não é o prefeito sozinho que faz, é o prefeito e sua equipe, fica aqui meu agradecimento”.

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.