14/09/2018 17h35

Pacote faz parte do programa ‘’Mãos à Obra II’’ e vai beneficiar toda a cidade

Lucas Gustavo

Trinta e quatro milhões em obras serão investidos pela prefeitura de Brasilândia em várias áreas do município, por meio do Programa Mãos à Obra II. O ‘pacote’ foi lançado oficialmente na noite de ontem (14), no Centro de Cultura ‘’Ramez Tebet’’. Além do prefeito Antonio de Padua Thiago, a solenidade contou com a presença do ministro-chefe da presidência da República, Carlos Marum, da senadora Simone Tebet, do promotor de Justiça do Ministério Público Estadual, Paulo Henrique Mendonça de Freitas, de vereadores, de deputados, e do prefeito de Paulicéia, Ermes Silva. Representantes de vários sindicatos e associações também participaram.

Conforme o prefeito de Brasilândia, do valor total de investimentos, R$ 10 milhões serão provenientes de recursos próprios. O montante foi conquistado graças as contenções de gastos em sua gestão. Outros R$ 10 milhões referem-se a recursos do Governo Federal. Já a fatia de R$ 15 milhões se trata da verba compensatória da Cesp (Companhia Energética do Estado de São Paulo), pois, na década de 90, o município foi um dos impactados pela construção da usina hidrelétrica de Porto Primavera.

Ao público presente no evento, Antônio deu detalhes das obras e agradeceu a bancada federal, por Mato Grosso do Sul, pelas emendas enviadas, incluindo o deputado estadual Eduardo Rocha. Ele também destacou que, no passado, graças ao empenho do, na época, senador, Ramez Tebet, e de Simone, à frente prefeita de Três Lagoas, grandes indústrias chegaram. ‘’Três Lagoas avançou, e muito, graças ao compromisso desses dois agentes políticos e, toda essa evolução atingiu, positivamente, Brasilândia e outras cidades da região, inclusive do estado de São Paulo’’, comentou.

Ao discursar, Simone Tebet confirmou que em todos os cargos que ocupou nas mais diversas esferas dos governos, sempre manteve um olhar atencioso para Três Lagoas e região. Ela lembrou que, em 2010, quando foi prefeita, sua administração quem cedeu a área para a construção da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN3), inclusive. A parlamentar também discorreu sobre a retomada da obra que, segundo ela, está prestes a ocorrer, já que a Petrobras negocia o complexo com conglomerado russo Acron Group.

‘’Meu pai e eu, sempre fomos recebidos com muito carinho em Brasilândia e, consequentemente, bem votados. Nunca deixamos de lutar por recursos e emendas para essa região. A política é a arte de servir e, servir, é o que faço’’, pontou a Senadora.

Carlos Marum revelou estar orgulho ao ver as aplicações dos recursos do Governo Federal em Brasilândia. ‘’Em relação a todas as outras, a presidência de Michel Temer foi a mais municipalista do Brasil. Acredito que, até julho do ano que vem, o País sentirá saudades desse atual Governo’’, considerou o ministro.

Já o promotor Paulo Henrique reforçou que os recursos da compensação ambiental da Cesp, que serão transferidos para Brasilândia, estão em concordância com o Ministério Público. Segundo ele, o município fará uma audiência pública com os moradores para discutir a aplicação do montante.

Detalhes a respeito do programa podem sem obtidas no site da prefeitura de Brasilândia.

Prefeito de Brasilândia lança R$ 34 milhões em obras no município. (Fotos: Perfil News).

Comentários