20/01/2012 11h13 – Atualizado em 20/01/2012 11h13

O mês de janeiro, característica época de fortes chuvas, é mais propício para que o mosquito Aedes Aegypti se prolifere.

Assessoria de Comunicação

Nesta semana, durante a entrevista semanal na rádio comunitária de Brasilândia, o Prefeito, Dr. Antônio de Pádua Thiago, alertou a população para o combate à dengue. O mês de janeiro, característica época de fortes chuvas, é mais propício para que o mosquito Aedes Aegypti se prolifere.

O Prefeito pede para que a população continue com o trabalho de não deixar água parada em qualquer tipo de recipiente. Além disso, solicita para que a população reforce o trabalho, convocando seus vizinhos e amigos para ficarem de olho em qualquer local que possa servir de criadouro do mosquito.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, no ano passado o município registrou cinco casos positivos e onze suspeitos. Neste ano, para que esse número seja ainda menor, os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias já fazem o trabalho para alertar a população quanto ao combate ao mosquito da dengue.

“Todos devem fazer a sua parte, e peço que a população colabore, para que Brasilândia esteja livre desta doença neste verão”, disse o Prefeito.

VOCÊ SABIA?

A ação mais simples para a prevenção da dengue é evitar o nascimento do mosquito, já que não existem vacinas ou medicamentos que combatam a contaminação. Para isso, é preciso eliminar os lugares que eles escolhem para a reprodução.

Para ter uma ideia, em apenas 45 dias de vida, um único mosquito pode contaminar até 300 pessoas. O ovo do mosquito da dengue pode sobreviver 450 dias, mesmo se o local onde o ovo foi depositado estiver seco. Caso a área receba água novamente, o ovo ficará ativo e pode atingir a fase adulta em um curto período.

Agente Comunitária de Saúde visita casa para alertar sobre o combate do mosquito da dengue
Foto: Assessoria

Comentários