03/04/2014 16h56 – Atualizado em 03/04/2014 16h56

Um dos protagonistas da mais recente novela da vida real, o prefeito de Rio Negro, fez uma confissão: “ninguém controla o coração”. Ele “fugiu” com a mulher de seu líder na Câmara (que noticiou o caso de traição), e agora afirma que se separou da esposa

Léo Lima com informações

O prefeito de Rio Negro, Gilson Romano (PMDB), revelou nesta tarde de quinta-feira (3) que a situação de sua administração está normal, com mudanças apenas de cunho pessoal-emocional. “A gente controla secretários, funcionários, mas coração e sentimento ninguém controla”, afirmou Gilson, ao justificar seu relacionamento amoroso com a sua secretária municipal de Educação, Maria Luiza Vieira, mulher do vereador Hélio Rezende (PMDB), então líder do prefeito na Câmara.

Na última terça-feira (1°), Rezende descobriu uma troca de mensagens amorosas, via celular, entre o prefeito e Maria Luiza Vieira, decidindo acabar com seu casamento, de mais de 30 anos.

Naquela mesma noite, ele denunciou publicamente a traição e renunciou ao cargo de líder do chefe do Executivo na Câmara.

SEPARAÇÃO

Hoje, o prefeito Gilson Romano, que está em Campo Grande, admitiu que também já se separou de sua esposa, Lucineide. “O vereador separou da esposa dele, eu me separei da minha. Meu casamento já vinha desgastado. Provavelmente o dela (Maria Luiza) também. Ninguém abandonou a cidade, ninguém fugiu com ninguém. Só resolvemos nos afastar um pouco, porque os ânimos estavam exaltados. Besteira a gente não pode cometer. Da minha parte não vai ter”, declarou o prefeito.

Observou que seu caso não é único, já que outros políticos de Mato Grosso do Sul já passaram por essa situação difícil da separação e divórcio.

NOVO LÍDER

A única mudança que deverá acontecer em Rio Negro, segundo o prefeito, será quanto ao seu representante na Câmara Municipal, o líder, já que o vereador Hélio Rezende renunciou. “Como ele saiu, vou ter de indicar outro líder na Câmara”, disse o prefeito, reafirmando que o seu governo continuará sendo gerido da mesma forma que antes.

Indagado se a sua secretária municipal de Educação, que agora tem um relacionamento amoroso com ele, vai continuar no cargo, o prefeito Gilmar Romano respondeu: ““Por enquanto continua tudo como antes. A vida particular das pessoas não pode envolver a administração. Ela (Maria Luiza) é uma boa secretária, faz um excelente trabalho, é uma pessoa tranquila”, informou.

Quanto à sua vinda para Campo Grande, o prefeito disse que, mesmo assim, continuou trabalhando por Rio Negro. “Estão falando que eu fugi, mas eu estou trabalhando. Estive ontem no Tribunal de Justiça e também no Tribunal de Contas cuidando de assuntos de Rio Negro. Amanhã recebo um caminhão para o município”, explicou.

Gilson Romano pretende voltar a Rio Negro na segunda-feira (07) e retomara as ações administrativas. “Estou fazendo trabalho muito bom, estou melhorando a cidade em tudo. Essas questões pessoais não vão atingir a administração da cidade”, assegurou. (Campo Grande News)

O prefeito Gilson, e o casal agora separado Maria Luiza e Hélio Rezende (Foto: Google)

Comentários