05/04/2018 14h38

Decisão de primeiro grau determina pagamento de R$ 95 mil e pensão de um salário mínimo. Município ainda pode recorrer

Redação

A Justiça condenou a prefeitura de Campo Grande a indenizar em R$ 95 mil e ainda pagar pensão no valor de um salário mínimo por mês a um motociclista que ficou paraplégico após cair em buraco na avenida Guaicurus, em 2011.

“Eu parei minha vida por causa disso aí. Do acidente. Parei de trabalhar. Parei minha vida inteira. Agora é fisioterapia. Casa, só, praticamente, por causa de um buraco”, contou o aposentado Ernando Lopes Maidana.

A TV Morena tentou entrevista com algum representante do município, mas ninguém quis falar. No processo a prefeitura disse não ser responsável pelo acidente e que não ficou comprovado que a vítima deixou de obter lucro. O caso ainda cabe recurso.

“Para se tornar efetivo e completo essa indenização, apesar de já nos deixar contentes com essa vitória, a gente tem que esperar o trânsito em julgado. Se não houver recurso após segundo grau, a gente pode falar que conseguimos uma vitória na vida do Ernando”, agirmou o advogado Rodrigo Barros Loureiro.

Hoje, Ernando se movimenta pelos lugares com a ajuda de uma cadeira de rodas elétrica. As tarefas do dia a são feitas com a ajuda de pessoas, especialmente dos pais. Mas uma esperança ainda resta para ele. “Voltar a andar, lógico. Porque noventa e cinco mil não vão me fazer voltar a andar”, desabafou.

*G1

Prefeitura é condenada a indenizar motociclista que ficou paraplégico após cair em buraco em MS (Foto: Reprodução TV Morena)

Comentários