14/03/2018 16h55

Essas caixas de decantação vem solucionar a preocupação com a preservação da lagoa e melhorar o despejo das águas pluviais dos bairros vizinhos

Redação

Na tarde da última terça-feira (14), os secretários Celso Yamaguti e Dirceu Degutti (das secretárias municipais de Meio Ambiente e Agronegócio e Infraestrutura, Transporte e Trânsito, respectivamente) da Prefeitura de Três Lagoas se reuniram com autoridades ligadas ao meio ambiente para apresentar e discutir o projeto de implantação de caixas de decantação na Segunda Lagoa.

O promotor de meio ambiente, Antônio Carlos de Oliveira e o presidente da Associação Amigos da Lagoa, Manoel Pimenta, participaram do encontro, que aconteceu às margens da própria lagoa, onde Celso Yamaguti expôs a planta do projeto e os benefícios que a obra vai proporcionar ao Município.

“Este sistema de decantação é extremamente importante para o meio ambiente e para os moradores dos bairros vizinhos. Com a implantação dessas caixas, toda a água pluvial vinda dos bairros Jardim Dourados e Santo André serão decantadas antes de cair na Segunda Lagoa, evitando a entrada de resíduos sólidos e preservando fauna e flora local”, explicou Celso.

Atualmente, a água vinda destes bairros é despejada diretamente na lagoa por duas tubulações. Essa obra visa corrigir esta situação.

Conforme o projeto, serão construídas duas caixas, sendo que a primeira caixa irá fazer a decantação “bruta” das águas, separando toda sujeira, lixos e areia vinda das tubulações. A segunda servirá como uma espécie de reservatório, despejando gradativamente a água livre de materiais poluidores na lagoa.

Este projeto é um compromisso da atual gestão municipal que sempre está preocupada em sanar os problemas ambientais e estruturais de Três Lagoas, contribuindo com a preservação do ecossistema da segunda lagoa.

Consta também a construção de um mirante para contemplação, segundo o secretário de Meio Ambiente que frisou, ainda, ser de suma importância esse entendimento entre as secretarias e os órgãos envolvidos.

“Estamos sempre estreitando relações e dialogando com a Promotoria do Meio Ambiente e a Associação Amigos da Lagoa para juntos encontrarmos soluções para a preservação ambiental em nosso Município. Algumas ações não dependem exclusivamente da Prefeitura, mas do apoio e respaldo da sociedade e órgãos competentes em geral”, finalizou Celso.

Participaram também da reunião, o presidente e a vice-presidente do Conselho da Unidade de Monumento Natural da Lagoas, Flávio Henrique Fardin e Renata Uesugui Carmona.

(*) Assessoria de Comunicação

Este projeto é um compromisso da atual gestão municipal que sempre está preocupada em sanar os problemas ambientais (Foto/Assessoria)

Comentários