14/05/2015 16h13 – Atualizado em 14/05/2015 16h13

O projeto que segue à risca as leis ambientais trará melhor qualidade de vida e de uso para a população que pratica exercícios no local

Assessoria

A Prefeitura de Três Lagoas, em parceria com a Fibria, iniciará no dia 18 de maio a revitalização da pista de caminhada da Circular da Lagoa Maior, visando a melhor qualidade de vida e uso da população que pratica exercícios no local.

A obra será realizada dentro do prazo de 60 dias pela empresa Hidroplan Construções – LTDA e consiste na regularização do piso, substituição das guias de concreto, lançamento de uma camada de concreto usinado, para posterior aplicação de um material anti-derrapante e por fim pintura da sinalização.

“O material utilizado será igual ao da pista de caminhada do Parque Ibirapuera da cidade de São Paulo – SP. O projeto foi desenvolvido pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento e rigorosamente discutido com a Fibria”, explicou a secretária interina de Infraestrutura, Transporte e Habitação, Carmen Goulart.

Também será executada, ainda segundo a secretária, a remoção e substituição de todas as guias da pista de caminhada, além de obras de drenagem, impedindo o acúmulo de água sobre o pavimento aumentando a durabilidade da revitalização.

MEIO AMBIENTE

Tendo a devida preocupação com o meio ambiente e a população, na última terça-feira (12) a Secretaria de Planejamento e representantes da Fibria, apresentaram o projeto e explicações de como será executada a obra para a Associação Amigos da Lagoa que se mostrou inteiramente satisfeita.

Além disso, a população poderá tirar dúvidas no próprio local da obra, pois estarão constantemente presentes um engenheiro agrônomo e um engenheiro civil, responsável pela execução do projeto.

INTERDIÇÃO

A revitalização será executada de 500 em 500 metros, sendo que cada etapa dura 10 dias entre a remoção do concreto até a aplicação do material anti-derrapante. “Desde já pedimos desculpas, compreensão e colaboração da população, pois durante a execução da obra a parte que estiver sendo revitalizada será interditada, ou seja, naquele determinado pedaço da pista não será possível trafegar”, enfatizou a secretária.

O projeto trará melhor qualidade de vida e de uso para a população que pratica exercícios no local (foto: Perfil News)

Comentários