Além de não respeitar limite de pessoas e uso de máscara, muitos lugares não cumprem toque de recolher; após notificação, próximo passo é multa e, depois, interdição

Vinte e sete estabelecimentos foram notificados entre sexta-feira, 10, e domingo, 13, em Três Lagoas por descumprimento dos decretos municipais relacionados à covid-19. Além do comércio, também aconteceram abordagens em pessoas que estavam aglomeradas em locais públicos.

A equipe de Vigilância Sanitária contou com o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SEDECT), Polícia Militar, Força Tática e Corpo de Bombeiros.

As principais notificações aconteceram em bares, que não cumpriram os decretos referentes ao uso de máscara, distanciamento de cadeiras e número máximo de pessoas nas mesas.

Outro ponto que ainda está havendo irregularidades em Três Lagoas é quanto ao toque de recolher “Estamos com dificuldades com estabelecimentos que não respeitam o toque de recolher. Fizemos diversas notificações e o próximo passo é a multa e interdição do local”, afirmou o coordenador de Vigilância Sanitária, Christovam Bazan.

A equipe também abordou grupos de pessoas na Lagoa Maior, praças e nos condomínios do Novo Oeste e Orestinho. “Com o apoio da Polícia conseguimos orientar as pessoas que estão se aglomerando. Abordamos pessoas em rodas de tereré e narguilé, principalmente para a orientação”, continuou Bazan.

Os bairros que possuem a maior incidência de notificações são o Novo Oeste, Orestinho, Jupiá e Vila Piloto, que juntos possuem, atualmente, 17 casos confirmados para Covid-19.

Caso alguém perceba irregularidades, o recomendado, segundo a Vigilância, é que o denunciante fotografe ou filme o local e realize a denúncia. “Assim poderemos chegar aos locais que descumprem as normas e realizamos aos notificações. O morador que identificar os descumprimentos das regras, também pode registrar um boletim de ocorrência junto Delegacia de Polícia Civil”, afirmou Bazan.

A multa aplicada é de a partir de 500 UFIN’s, o que equivale a R$ 2.456,30‬ a multa inicial, já que o UFIN hoje está R$ 4,9126.

Ato de conscientização

A Vigilância Sanitária, em parceria com a Associação Comercial, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, realizou um ato de conscientização, com viaturas e informações por meio de carro de som.

Os carros passaram pelos principais pontos de Três Lagoas, para orientar sobre o uso de máscaras e a não aglomeração de pessoas tanto em locais públicos como privados.

“Com a prevenção evitamos o aumento rápido no número de casos e a superlotação do Sistema de Saúde”, comentou Angelina Zuque, secretária de Saúde.

Comentários