05/05/2015 09h57 – Atualizado em 05/05/2015 09h57

O empresário gráfico sul-mato-grossense Julião Gaúna coordenou a 51ª Assembleia-Geral da Abigraf Nacional

Assessoria

Durante a 51ª Assembleia-Geral da Abigraf Nacional realizada em abril na cidade de Vitória (ES), o presidente do Conselho Diretivo da Abigraf Nacional, Julião Flaves Gaúna, que também preside o Sindigraf/MS e a Abigraf/MS, defendeu a aprovação do Projeto de Lei nº 366/2013 no Congresso Nacional para pôr fim ao conflito tributário entre ICMS e ISS. “Nós buscamos mecanismos que garantam o fim da bitributação, pois, esse conflito tributário tira a segurança jurídica necessária para o industrial gráfico trabalhar”, detalhou.

Julião Gaúna reforça que a indústria gráfica sul-mato-grossense e brasileira foca o equilíbrio do mercado, boas práticas comerciais, relacionamento transparente com fornecedores e clientes e bom atendimento. “Para isso, o segmento busca somar-se às forças produtivas do País na reivindicação pelas reformas estruturais (tributária, previdenciária e trabalhista), mais segurança jurídica, responsabilidade fiscal, lisura na gestão pública e redução do custo Brasil, dentre outras medidas necessárias à retomada do crescimento econômico e resgate da competitividade da manufatura”, declarou.

A REUNIÃO

Ainda segundo o presidente do Conselho Diretivo da Abigraf Nacional, durante a assembleia foram tratados outros assuntos de interesse da indústria gráfica nacional, como a importância e ampliação das Abigrafs regionais, Campanha de Valorização do Papel e Comunicação Impressa, Colatingraf, GOA 2015, NR 12, além da deliberação sobre o relatório, balanço, demonstração de resultados, origem e aplicação de recursos e contas da diretoria-executiva referentes ao exercício de 2014.

Também durante a reunião os participantes discutiram sobre o SIGRA 2015, 3º Encontro Nacional de Sindicatos da Indústria Gráfica, 50 anos da Abigraf Nacional, 16° Congraf e 26º Congresso Latino Americano, 22º Prêmio Theobaldo De Nigris, apoios institucionais, atualizações do departamento jurídico, entre outros assuntos de interesse do segmento industrial. “As nossas assembleias têm sido pautadas na discussão das principais dificuldades de cada região para se encontrar um melhor encaminhamento”, disse Julião Gaúna.

(*) FIEMS

Durante a reunião os participantes discutiram sobre o SIGRA 2015, 3º Encontro Nacional de Sindicatos da Indústria Gráfica, 50 anos da Abigraf Nacional, 16° Congraf e 26º Congresso Latino Americano, 22º Prêmio Theobaldo De Nigris, apoios institucionais, atualizações do departamento jurídico, entre outros assuntos de interesse do segmento industrial. (Foto: Assessoria)

Durante a reunião os participantes discutiram sobre o SIGRA 2015, 3º Encontro Nacional de Sindicatos da Indústria Gráfica, 50 anos da Abigraf Nacional, 16° Congraf e 26º Congresso Latino Americano, 22º Prêmio Theobaldo De Nigris, apoios institucionais, atualizações do departamento jurídico, entre outros assuntos de interesse do segmento industrial. (Foto: Assessoria)

Comentários