11/04/2016 09h51 – Atualizado em 11/04/2016 09h51

Pela primeira vez um governador entregou pessoalmente o balanço junto ao Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, fato que foi elogiado por todos os presentes.

SERIEDADE

Para o governador Reinaldo Azambuja, os dados contidos no balanço são reflexos de uma gestão feita com planejamento, que vem trabalhando para ter pleno equilíbrio das contas do Estado.

REALIDADE

“Tivemos um ano de 2015 onde reduzimos despesas gerais, corte de supérfluos, além de uma revisão de uma série de medidas para manter as contas em dia”, destacou o governador.

AÇÃO EM CURSO

Sobre o controle da situação, comentou: “Estamos equacionando a questão da dívida do Estado, buscando um alongamento junto ao Governo Federal e ao Banco Mundial”.

SUPERÁVIT

O Estado encerrou o ano de 2015 com um superávit de aproximadamente R$ 500 milhões, além de uma redução das dívidas de precatórios de R$ 444 milhões para R$ 344 milhões.

PARECER FINAL

Após a análise e a emissão do parecer prévio pelo Tribunal de Contas, o Balanço Geral do Estado 2015 segue para apreciação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

REPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO

Desde o dia 5, os municípios não podem conceder aumento real (acima da inflação) ao funcionalismo público. Tal medida dá um pouco mais de tranquilidade ao prefeito Alcides Bernal.

QUEM REGULAMENTA

A proibição, prevista na Lei 9.504 de 1997, que regula as eleições no país, começa vigorar seis meses antes do pleito e vale até a posse dos eleitos.

CORTE DE JUSTIÇA

O ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Mato Grosso do Sul, Fábio Trad, está sendo cotado para ocupar o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do Estado.

DESISTIU

De acordo com o jornalista Laureano da Rosa Secundo, o secretário de Estado de Administração, Carlos Alberto de Assis, anunciou que está fora da disputa pelo cargo de prefeito da Capital.

DESISTIU I

De acordo com o jornalista, Carlos Alberto teria passado o bastão para o secretário Eduardo Riedel (Governo), nome que desfruta da amizade e da confiança do governador Reinaldo Azambuja. E a Rose?

DE OLHO

Quem não desgruda os olhos do noticiário político campo-grandense é o ex-governador André Puccinelli, do PMDB. Ele anda avaliando e reavaliando a possibilidade de entrar na disputa em 2 de outubro.

CONFÚCIO

“Exige muito de ti e espera pouco dos outros. Assim, evitarás muitos aborrecimentos.”

Comentários