17/11/2006 17h12 – Atualizado em 17/11/2006 17h12

O DIA ONLINE

Mais de 100 mil aposentados e pensionistas terão o pagamento dos benefícios suspenso por falta de atualização dos dados cadastrais. Esses segurados só receberão o pagamento de novembro, depositado nos cinco primeiros dias úteis de dezembro, depois que fizerem o Censo Previdenciário na agência bancária pagadora do benefício. Segundo informações do Ministério da Previdência Social, foi publicado nesta sexta-feira nos jornais e divulgado na página do ministério na internet, o edital de suspensão dos benefícios com os nomes de 102.748 aposentados e pensionistas, com final de benefício 4. No Rio de Janeiro, foram suspensos 10.258 benefícios. Ainda de acordo com informações do ministério, os beneficiários foram convocados para fazer o censo em julho deste ano e, desde março, toda vez que sacam o pagamento estão sendo informados da necessidade de atualizar os dados cadastrais. Nos bancos maiores, responsáveis pela maioria dos pagamentos, o benefício é reativado imediatamente quando os aposentados e os pensionistas atualizam os dados cadastrais. Já nos outros bancos, o pagamento é desbloqueado no prazo máximo de 13 dias. Os documentos obrigatórios para fazer o censo são Cadastro de Pessoa Física (CPF) e um documento de identificação, que pode ser a Carteira de Identidade, a Carteira de Trabalho e Previdência Social, o Passaporte ou a Carteira Nacional de Habilitação. O INSS recomenda também que o beneficiário apresente um comprovante de residência e o Número de Inscrição do Trabalhador (NIT). Nesse oitavo edital de suspensão de benefícios do Censo Previdenciário, São Paulo é o estado onde há o maior número de beneficiários que não se cadastraram, 19.444. Depois, vem Minas Gerais, com 10.415 aposentados e pensionistas com o pagamento bloqueado e Rio de Janeiro, com 10.258.

Veja os nomes dos aposentados e pensionistashttp://www.previdencia.gov.br/docs/pdf/edital-17_Suspensao/ms.pdf

Comentários