17/09/2008 17h01 – Atualizado em 17/09/2008 17h01

Está prevista a federalização da rodovia MS-395 e parte da MS-040 que liga Três Lagoas a Brasilândia, e Brasilândia a Paulicéia. Quando concluída, toda a responsabilidade da fiscalização referente a via, que atualmente é da PRE (Polícia Rodoviária Estadual), passa a ser da PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Segundo o inspetor da PRF, Sílvio Costa a federalização da via se deve ao grande processo de industrialização que está acontecendo no local. “Está previsto para a federalização os trechos da MS-395 e MS-040, totalizando 80 km. Devido o grande fluxo de veículos no local e os autos investimento realizados às margens da via, merecem uma atenção especial por parte da União, principalmente no que diz respeito a logística do local, para que toda produção das indústrias tenham amplas condições de escoamento de seus produtos para os grandes centros”.

Assim que o DNIT (Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes) por meio do Governo do Estado oficializar de fato a federalização das vias, 80 km da MS 395, passará a ser uma extensão da BR 158. Tal decisão foi decretada por meio da portaria nº 170, de 3 de julho de 2008 do Ministério dos Transportes.

Fiscalização

Segundo o Inspetor da PRF, Sílvio Costa, a fiscalização das vias é realizada periodicamente. O investimento a ser realizado por parte do Estado vem sendo estudada desde 2005, e consta já no PNV (Plano Nacional de Viação), que já tinha o projeto de transformar a MS-395, em uma extensão da BR 158, mas não há prazo definido para a realização da federalização das vias.

Para o atendimento à população, o inspetor ressalta que vai ser feita uma cronologia dos acidentes e locais de maior ocorrência, principalmente no trecho entre Três Lagoas e a entrada a VCP/IP, devido a indústria que está sendo construída no local.

Melhorias

Outro ponto que o inspetor da PRF ressalta é a possibilidade de uma futura duplicação, ou a construção de uma terceira faixa saindo do complexo VCP/IP, sentido MS-262, tendo como objetivo manter os veículos de maior porte em uma faixa exclusiva melhorando assim o fluxo no local.

Sílvio Costa informa ainda que na MS-395 há um fluxo de aproximadamente 4 mil veículos ao dia, e que os maiores fluxos são nos horários das 5h30h às 8h e das 16h30 até as 19h. Com a administração do governo federal, a via irá receber várias melhorias em um menor tempo, propiciando uma melhor qualidade de trafego.

Posto de Fiscalização

Sílvio Costa ressalta que devido ao grande fluxo de veículos, vários pontos de fiscalização serão ativados e outros reativados, o que é o caso do posto fiscal que está situado no trecho Três Lagoas, Brasilândia, depois do acesso a entrada da VCP/IP, que pode ser reativado para uso da PRF.

Já foi realizado um pedido junto à administração da PRF, solicitando a construção de um posto fiscal da PRF, antes da entrada da fábrica de celulose e papel, onde a movimentação de veículos é maior do que em outros trechos, além de solicitação de mais policiais para realizar as fiscalizações.

Comentários