26/01/2012 14h27 – Atualizado em 26/01/2012 14h27

Moradores alegam que apenas tirar a torre não vai resolver os problemas do bairro

Casas continuam destruídas e família ainda está morando em hotel

Rafael Furlan

Após mais de um ano e três meses depois a população de Três Lagoas poderá passar pela Rua Elvírio Mário Mancini, centro, e não se deparar mais com a Torre de telefonia móvel da empresa Claro. Uma empresa de Engenharia de Brasília está removendo todas as ferragens da torre de mais de 30 metros e tirando um pouco do desespero daquelas famílias que ficaram morando próximas ao local e vendo todos os dias a torre caída e as lembranças da data que mudou a história de Três Lagoas.

Alegria

Para o morador, Antonio Bonafé, que teve a sua casa destruída, hoje ele consegue dormir melhor, pois sabe que algo que parecia estar perdido, está sendo resolvido. “Estou muito feliz. Foi o pior erro da minha vida alugar este local para a empresa Claro. Só tive prejuízos e muita dor de cabeça. Hoje consigo dormir melhor, mas meu filho que estava com sua família no momento em que caiu a torre na casa, ainda continua em um hotel. Não acabou a nossa luta”.

Psicológico

Outra questão que foi solucionada após a retirada da torre foi um problema psicológico que a esposa de Antonio Bonafé. “Minha mulher estava com um problema e ia aos médicos e eles falavam que ela não tinha nada. Fizemos vários exames. Hoje, após a retirada da torre, ela disse que melhorou e os sintomas que ela tinha sumiram”, ressalta o morador.

Descuido

Em outro estabelecimento, onde funcionava um bar e que foi praticamente todo destruído com a torre, está abandonado e servindo de ponto para moradores de rua. Em um ambiente úmido e escuro, nossa equipe foi verificar como está este local depois de mais de um ano, e nos deparamos com um morador de rua dormindo no local e após ver nossa equipe, saiu do local falando “estou passando uma horinha aqui”.

O ambiente está totalmente destruído e o local está sendo ponto também para a proliferação do mosquito da dengue.

De acordo com os funcionários que estão trabalhando na obra, o prazo para retirar totalmente a torre é de 10 dias

Torre tinha mais de 30 metros e estava sendo ponto para fotos em Três Lagoas

Casa abandonada serve como ponto para moradores de rua

Comentários