15/04/2016 08h52 – Atualizado em 15/04/2016 08h52

O Laboratório Aberto do Senai desenvolveu a linguiça com laranjinha de pacu para atender um público que busca produtos regionais, já que a laranjinha de pacu é um produto do Cerrado e Pantanal com características nutricionais, como vitamina C e ferro.

Assessoria

Apesar das muitas opções gastronômicas da Expogrande 2016, os produtos regionais desenvolvidos pelo Laboratório Aberto de Inovação e Tecnologia do Senai, que integra o Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos e Bebidas (IST Alimentos e Bebidas), e a indústria de linguiça Guarânia Alimentos ganharam destaque junto ao público que participou da degustação da linguiça bovina com laranjinha de pacu, linguiça bovina com guariroba, linguiça bovina com cerveja e salame bovino com cerveja realizada na quinta-feira (14/04) em espaço montado na Praça de Alimentação do Parque de Exposições Laucídio Coelho.

Esses quatro novos produtos foram lançados na Expogrande 2016 e os visitantes estão sendo os primeiros a degustá-los. Esse foi o caso da produtora rural Alexandrina Marques Barbosa, 57 anos, que experimentou a linguiça bovina com laranjinha de pacu e considerou o sabor delicioso. “Com certeza, compraria esse produto. É bom para servir como aperitivo ou até mesmo fazer arroz com linguiça, fica uma delícia”, declarou.

Já a vendedora autônoma Shirlei Novaes, 47 anos, provou e aprovou o salame bovino com cerveja e a linguiça bovina com laranjinha de pacu. “Tem um gosto de cerveja bem leve no fundo e um tempero bem acentuado”, informou. Para o produtor rural Joaquim Barbosa, 60 anos, valeu a pena provar os novos sabores. “Como apreciador de uma boa carne, o sabor regional se mostrou uma ótima novidade, o gosto agradou, com certeza”, comentou.

O desenvolvimento

A pesquisadora industrial do Laboratório Aberto do Senai, Stella Fernanda de Aquino, explica que a instituição auxiliou a indústria Guarânia no desenvolvimento dos produtos seguindo as tendências de mercado para satisfazer o consumidor que a cada dia está mais exigente e informado.

Segundo um dos sócios-proprietários da Guarânia Alimentos, Cezar Augusto Lisboa Pereira, existe uma preocupação com a fabricação do produto, com o uso de carnes nobres e somente produtos de qualidade. “O mais importante é que não agredimos o meio ambiente, somos parceiros da natureza e trazemos o melhor sabor ao consumidor”, afirmou, acrescentando que o produto possui baixos níveis de conservantes, como também de sódio e gordura. “O conhecimento agregado pela assessoria do Senai contribuiu para o desenvolvimento desses novos produtos com grande qualidade e sempre aliado à preocupação da empresa em desenvolver produtos pensando na saúde do consumidor”, finalizou.

De acordo com o técnico do Laboratório Aberto do Senai, João Luiz Zitkoski, os novos sabores de linguiças e de salame são inovadores e foram desenvolvidos desde a concepção da ideia até a prototipagem.

Os produtos

O Laboratório Aberto do Senai desenvolveu a linguiça com laranjinha de pacu para atender um público que busca produtos regionais, já que a laranjinha de pacu é um produto do Cerrado e Pantanal com características nutricionais, como vitamina C e ferro. Outro produto desenvolvido é a linguiça com palmito guariroba, que também é um produto do Cerrado e Mata Atlântica com características nutricionais, rica em fonte de fibra e compostos fenólicos, com alto teor de vitamina C.

Já a linguiça com cerveja foi desenvolvida para o público que busca produtos diferenciados, já que o alimento vem com sabor e aromas característicos da bebida, servindo como aperitivo e petiscos em bares e restaurantes. No desenvolvimento desse produto destacou-se o sabor amargo característico da cevada e lúpulo tornando a iguaria saborosa, tornando o diferencial no mercado, enquanto o salame com cerveja, apesar de seguir os mesmos parâmetros da linguiça, tem como única diferença o fato de o processo de maturação ser feito em temperatura ambiente.

(*) Assessoria de Comunicação da FIEMS

Produtos desenvolvidos por Senai e indústria de linguiça são aprovados na Expogrande. (Foto: Assessoria)

Comentários