03/10/2017 10h53

Os demais professores receberam uma caixa de som de alta qualidade com conectividade bluetooth

Redação

Focado em identificar, valorizar e divulgar experiências educativas de qualidade, planejadas e executadas por professores em escolas de ensino regular, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC), realizou o 7º Prêmio Professor Destaque no anfiteatro das Faculdades Integradas de Três Lagoas (AEMS). Três professoras se destacaram entre as dezenas de projetos cadastrados.

Em primeiro lugar ficou a Professora Patrícia Maria do Nascimento Silva com o projeto “Educação Física e Saúde: prevenção e conscientização do uso da narguilé” que foi trabalhado com os alunos dos 5º anos “A”, “B” e “D” do Ensino Fundamental I da Escola Municipal “Eufrosina Pinto”.

A segunda colocação foi preenchida pela Professora Maria Aparecida Quirino Vilela que trabalhou o tema “Pincel, tinta e criatividade – Artista do Brasil” com os alunos da Escola Municipal “Flausina de Assunção Marinho” e em terceiro lugar a Professora Silvana Gatto Berça de Lima que trabalhou o projeto “Jornal na escola” com as crianças da Escola Municipal Professor “Elson Lot Rigo”.

Cada uma das professoras ganhou um notebook, sendo que os três equipamentos são avaliados em R$ 10 mil e foram doados pelo Grupo Editora Positivo. Além disso, todos os professores que executaram algum projeto educacional dentro do Prêmio Professor Destaque receberam uma caixa de som de alta qualidade com conectividade Bluetooth dada pela Fibria.

Conforme o representante da Editora Positivo, Sidnei Ramos, é um prazer imenso por estar participando de mais uma edição do Prêmio Professor Destaque. “A educação é muito importante e o trabalho de cada professor que se empenhou em tratar a educação com tanto carinho dentro dos projetos apresentados e executados mostra como essa parceria tem dado certo e que é possível mudar a educação no Brasil”, comenta.

NOVIDADES

A secretária Municipal de Educação e Cultura, Maria Célia Medeiros, que no ato representou o prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, destacou a qualidade dos projetos, agradeceu o empenho de cada um e anunciou que no próximo ano terá novidade, “pois a Educação Infantil também participará desse prêmio e, quem sabe, conseguiremos tornar possível que a Educação Especial também seja incluída”, anuncia.

PARCERIAS

Além da Editora Positivo e da Fibria, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) também colaborou com o evento, sendo que a banca de professores que analisou todos os projetos foi composta por docentes da instituição e a Associação de Ensino e Cultura de Mato Grosso do Sul (AEMS) cedeu o local para a realização da solenidade de entrega das premiações.

(*) Assessoria de Comunicação Prefeitura de Três Lagoas

Cada uma das professoras ganhou um notebook, sendo que os três equipamentos são avaliados em R$ 10 mil e foram doados pelo Grupo Editora Positivo (Foto/Assessoria)

Comentários