27/03/2018 09h19

Vários são os tipos de acidentes que podem acontecer nas unidades escolares, como asfixia por alimentos ou objetos, queda, torções, convulsão, afogamento, mal súbito e outros

Redação

Os vereadores André Bittencourt e Marcus Bazé apresentaram, em conjunto, na Câmara de Três Lagoas, Projeto de Lei 10/18 para instituir a Lei “Professor Bira”, que dispõe sobre a obrigatoriedade de treinamento de primeiros socorros aos professores e funcionários da rede pública e particular de ensino. O objetivo é lidar com situações de emergência de forma segura, nas unidades escolares. “Ambientes onde tem crianças são imprevisíveis e acidentes podem acontecer, mesmo quando a atenção é redobrada, principalmente nas creches”, disse André Bittencourt.

Vários são os tipos de acidentes que podem acontecer nas unidades escolares, como asfixia por alimentos ou objetos, queda, torções, convulsão, afogamento, mal súbito e outros.

No ano passado, na cidade de Campinas (SP), uma criança de 10 anos morreu engasgada com um pedaço de salsicha do lanche oferecido durante uma excursão escolar. A família questionou a falta de procedimentos básicos, pois até a chegada da ambulância do Samu ao local, a criança já havia sofrido uma parada cardíaca. O vereador André Bittencourt defende que pessoas preparadas psicologicamente e respaldadas com técnicas são fundamentais para salvar uma vida.

O Projeto de Lei segue para tramitação das Comissões da Câmara de Vereadores de Três Lagoas.

Projeto de Lei “Professor Bira”

Ubiratan Brito de Melo , mais conhecido como “Professor Bira” era muito conhecido em Três Lagoas . Morreu em janeiro deste ano, após sofrer infarto fulminante. Ele foi presidente da Apae e representava o Conselho Regional de Educação Física de Mato Grosso do Sul. Também ocupava o cargo de administrador do balneário público de Três Lagoas.

(*) Assessoria de Comunicação

O Projeto de Lei segue para tramitação das Comissões da Câmara de Vereadores de Três Lagoas (Foto:Divulgação)

Comentários