02/02/2019 07h50

Programa de Demissão Voluntária é prioridade

Expectativa é mandar projeto para Assembleia ainda em fevereiro

Correio do Estado

O Plano de Aposentadoria Voluntária (PDV) do governo do Estado será a prioridade do segundo mandato do chefe do Executivo, Reinaldo Azambuja (PSDB), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS). A afirmação foi do próprio tucano, nesta sexta-feira, durante a posse dos deputados eleitos, e a expectativa é de que o cronograma do projeto seja concluído na próxima semana para ser encaminhado para a Casa de Leis.

De acordo com o secretário de Governo, Eduardo Riedel, apenas após a conclusão do cronograma que devem ser divulgado quais benefícios os servidores concursados podem ter com a adesão ao PDV. “Até semana que vem, a gente tem que concluir. A Procuradoria-Geral do Estado também está participando da elaboração do projeto”.

Durante coletiva de imprensa, o governador Azambuja afirmou que este será o primeiro projeto da administração estadual para os parlamentares da ALMS, que teve a renovação de nove deputados entre os 24 que assumiram ontem. “A gente quer disponibilizar um programa de demissão voluntária, então acho que o primeiro é esse projeto [PDV] que possa dar condições aos servidores, que muitas vezes não queriam mais continuar ou já estão na iniciativa privada com seu próprio negócio, de terem uma opção, porque nós vamos fazer algumas mudanças. Estamos conversando com fórum de servidores, conversando com sindicatos. Essa é nossa prioridade, mas teremos tantos outros projetos”.

Reinaldo Azambuja durante sessão na Assembleia - Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado

Comentários