04/05/2016 17h31 – Atualizado em 04/05/2016 17h31

Empresas locais expandem negócios e abrem novos postos de trabalho

Assessoria

Fomentar o desenvolvimento social e econômico das áreas onde possui atividades faz parte da estratégia de atuação da Fibria, empresa brasileira que é líder mundial na produção de celulose de eucalipto. Esse compromisso foi reafirmado com o Projeto Horizonte 2, que prevê a ampliação da linha de produção de celulose em sua unidade de Três Lagoas.

Durante a construção do projeto, a Fibria contará com cerca de 60 fornecedores de Três Lagoas, que movimentarão a economia local,contribuindo para o seu desenvolvimento, além de gerar mais qualidade de vida para os habitantes.

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas (ACE-TL), Atílio D’Agosto, a demanda por bens e serviços do Projeto Horizonte 2 já está refletindo positivamente na economia local.”Podemos ver um cenário econômico se moldando, em que diversas atividades produtivas estão sendo beneficiadas,como a rede hoteleira, o mercado imobiliário, o setor de alimentação, entre outros. Consequentemente, forma um elo com outros setores comerciais e gera novas oportunidades. Posso citar como exemplo as transportadoras, que precisam de mão de obra, manutenção, peças, enfim, um contrato que gera outros”, explica o Atílio.

Atílio diz ainda que, nos próximos meses, o comércio varejista começará a sentir os reflexos positivos do aquecimento da economia, com o pico das obras do Projeto Horizonte 2. “Diretamente e indiretamente, muitas empresas serão beneficiadas com a geração de emprego e renda, pois a população passa a investir muito mais nas lojas da cidade. Três Lagoas vive um momento diferenciado, um dos únicos municípios do Brasil que possuem uma grande obra como a da Fibria, um empreendimento bilionário, isso vai fazer com que a economia aqueça o varejo nos próximos meses”, afirma.

Uma das empresas que estão sendo beneficiadas diretamente pelo Projeto Horizonte 2, é a DF Locadora, que presta serviço de transporte. O supervisor administrativo, Rodrigo Moreira, conta que a parceria possibilitou o crescimento da empresa. “Com essa parceria com a Fibria, a empresa dobrou de tamanho. Contratamos mais pessoas, a maioria de Três Lagoas, seguindo a orientação da Fibria de dar preferência para mão de obra da cidade. Abrimos funções que antes não existiam e, também, já contratamos serviços que também não eram necessários antes”, diz o supervisor da DF.

A loja Romera, localizada em Três Lagoas, também registrou aumento nas vendas. “Fornecemos móveis e eletrodomésticos para o Projeto Horizonte 2, o que deu um grande fôlego no ganho econômico da empresa, que antes sentia a crise. Com isso, aumentamos o número de funcionário que possibilitou aperfeiçoar ainda mais nosso atendimento. Outro fator muito positivo é que reformamos a loja, um desejo antigo que conseguimos realizar graças à parceria com a Fibria”, diz o gerente da Romera, Danilo Ramos.

O gerente ainda acredita que, no segundo semestre, o movimento tende a aumentar em até 50%. “Naturalmente, com mais emprego as pessoas renovam os móveis. O que também ajuda é o mercado imobiliário, que compra móveis novos para alugar casas. Estou bem confiante, acredito que o cenário vai mudar no comércio de Três Lagoas nos próximos meses com o pico da obra”, diz Ramos.

A proprietária da empresa Severo Gás e Água, Noeli Maia, que foi parceira da Fibria na construção da primeira unidade em Três Lagoas, comemora a renovação do contrato com a expansão para fornecer gás para empilhadeira. “Nos sentimos privilegiados com esse empreendimento da Fibria, pois com planejamento na gestão é possível fazer a empresa crescer. Desde quando a Fibria chegou em Três Lagoas as coisas mudaram para melhor. Nossa empresa é um exemplo, temos estrutura para atender a demanda das novas obras”, diz Noeli.

Considerado um dos maiores investimentos privados em curso no país, com investimento de R$ 8,7 bilhões, o projeto de expansão da Fibria conta com cerca de 60 fornecedores locais e um impacto positivo nas finanças públicas, com arrecadação de impostos estimada no valor de R$ 450 milhões durante a construção.

SOBRE A FIBRIA

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria é uma empresa que procura atender, de forma sustentável, à crescente demanda global por produtos oriundos da floresta. Com capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, a companhia conta com unidades industriais localizadas em Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Três Lagoas (MS), além de Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint-operation com a Stora Enso. A companhia possui 969 mil hectares de florestas, sendo 568 mil hectares de florestas plantadas, 338 mil hectares de áreas de preservação e de conservação ambiental e 63 mil hectares destinados a outros usos. A celulose produzida pela Fibria é exportada para mais de 40 países. Em maio de 2015, a Fibria anunciou a expansão da unidade de Três Lagoas, que terá uma nova linha com capacidade produtiva de 1,75 milhão de toneladas de celulose por ano, e entra em operação no quarto trimestre de 2017. Saiba mais em Fibria

(*) Fibria | MS

Durante a construção do projeto, a Fibria contará com cerca de 60 fornecedores de Três Lagoas. (Foto: Assessoria)

Comentários