Apesar do acusado ainda precisar passar por audiência de custódia, dr. Luciano Lara expressou indignação com a crueldade; homem será processado por tentativa de feminicídio e aborto

Em conversa exclusiva com o Perfil News, o Promotor de Justiça de Três Lagoas, Dr. Luciano Lara Leite, mostrou-se revoltado com o crime cometido por um homem contra uma mulher grávida na madrugada de hoje.

Pelos trâmites legais, o acusado ainda terá de passar por audiência de custódia – o que acaba colocando muita gente na rua para responder em liberdade. No entanto, dr. Lara já adiantou que não é isso o que vai acontecer com o homem.

“Esse não sai mais! Vamos pedir a prisão preventiva e proteger a sociedade da convivência com esse cidadão cruel e desumano”, disse. Segundo o Promotor, o acusado será processado por tentativa de feminicídio e aborto, já que a vítima esperava por um bebê de 28 semanas que, apesar dos esforços médicos, não resistiu.

Comentários