Além dos índices preocupantes, houve recente constatação da “variante P1” no Estado, cepa mais transmissível e mais agressiva que a anterior

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul, por meio das Promotoras de Justiça Janeli Basso, Bianka Machado Arruda Mendes e Daniele Borghetti Zampieri de Oliveira, divulgou nesta segunda-feira, 8, nota pública informando e alertando a população sobre a situação epidemiológica da Covid-19 em Sidrolândia.

No documento, as Promotoras de Justiça pontuam a situação crítica em que se encontra o País, o Estado e o Município de Sidrolândia. Além dos índices preocupantes, houve recente constatação da “variante P1” no Estado, cepa mais transmissível e mais agressiva que a anterior B.1.1.28.

Na avaliação do programa Prosseguir, as Promotoras de Justiça constataram o aumento de casos e a não existência de leitos de UTI disponíveis em Sidrolândia e Campo Grande. No que se refere à ocupação de tais leitos, o Painel Gestão de Leitos da Secretaria de Estado de Saúde, em consulta realizada no dia 5/3/2021, às 16h26, demonstrou ocupação superior a 100% em leitos clínicos e de UTI.

Confira aqui a nota na íntegra.

Comentários