20/08/2019 16h04

Segundo o ofício enviado pelo promotor, a justificativa para tal pedido é devido a “pouca utilidade e por desconfigurar o paisagismo da Lagoa Maior, poluição visual, e até mesmo pela pista não ser atual como outras existentes pelo país

Redação

O promotor de Justiça do Meio Ambiente e Urbanismo, Antônio Carlos Garcia de Oliveira, solicitou ao Município de Três Lagoas, por meio de ofício enviado a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA), que análise a possibilidade de retirada da pista de skate da Circular da Lagoa maior.

Segundo o ofício enviado pelo promotor, a justificativa para tal pedido é devido a “pouca utilidade e por desconfigurar o paisagismo da Lagoa Maior, poluição visual, e até mesmo pela pista não ser atual como outras existentes pelo país, merecendo que seja construída em outro local e com avanços necessários para a sua atualização”.

Lembra ainda que o órgão vem se esforçando para que sejam retiradas as construções que vierem a ser consideradas desnecessárias, concretos, pisos em concreto, estacionamentos e outros, a fim de evitar-se a poluição visual no entorno da Lagoa Maior.

A Promotoria de Justiça esclarece ainda que existe, atualmente, um trabalho da SEMEA e do órgão para a preservação das Lagoas e, duas delas, já se tornaram “Área de Preservação Ambiental – Unidades de Conservação”. O ofício indica ainda que a promotoria “deseja que a Lagoa Maior também seja reconhecida da mesma forma”.

O secretário da pasta, Toniel Fernandes, diz que, atendendo a solicitação da promotoria, fará estudos de viabilidade e necessidade da retirada da pista do local e, somente após esse processo, que inclusive vai ouvir o anseio popular, o executivo decidirá pela retirada ou não da construção do local.

Comentários