15/02/2018 08h29

Quarta-feira de Cinzas marca o início da Quaresma e abre a Campanha da Fraternidade 2018: “Fraternidade e a Superação da Violência”

Dom Luiz comentou sobre os números alarmantes da violência registrados em Três Lagoas (MS) e falou sobre os acidentes de trânsito e os diferentes atentados contra a vida e a segurança

Redação

Com o intuito de promover a cultura da paz e a valorização da vida, durante a Santa Missa da Quarta-feira de Cinzas (14/2), o Bispo da Diocese de Três Lagoas (MS), Dom Luiz Gonçalves Knupp, em comunhão com toda a Igreja no Brasil, abriu oficialmente a Campanha da Fraternidade (CF) 2018, que neste ano traz como tema a “Fraternidade e a Superação da Violência” e o lema “Em Cristo somos todos irmãos (Mt 23,8)”.

Antes de comentar sobre a CF, Dom Luiz lembrou a todos os cristãos que a Quarta-feira de Cinzas marca o início da Quaresma, período de 40 dias em que todos os fiéis são chamados a vivenciar intensamente um tempo de oração, jejum e caridade. “Precisamos fazer o autoexame de consciência e nos perguntar: ‘Como anda o meu relacionamento com o meu semelhante? E com Deus?’. Diante dessas respostas devemos refletir e nos empenhar para o processo de conversão. É como disse o profeta Joel: ‘Rasgai não as vossas vestes, mas os vossos corações’, ou seja, esse processo de conversão deve resultar em uma nova forma para o meu ser e agir, fazendo com que a palavra de Deus fecunde o nosso coração e assim, cheios do Espírito Santo, será possível testemunhar a verdadeira conversão, aquela que nos possibilita um coração puro e misericordioso”, disse Dom Luiz.

E, a partir deste novo “ser e agir” de cada um o Bispo da Diocese de Três Lagoas (MS) motivou todos os cristãos para juntos participar da Campanha da Fraternidade e somar forças para a “Fraternidade e a Superação da Violência”.

Dom Luiz comentou sobre os números alarmantes da violência registrados em Três Lagoas (MS) e falou sobre os acidentes de trânsito e os diferentes atentados contra a vida e a segurança.

Também reforçou que a população não pode fechar os olhos para os outros tipos de violência que assolam a vida. “Vemos o desespero dos nossos irmãos haitianos que vieram em busca de um novo recomeço após a destruição da terra deles e muitos continuam buscando acolhimento e a aceitação da comunidade. Também somos cúmplices do capitalismo, onde grandes empresas que se instalaram aqui no município e na região acabaram com o emprego nas fazendas e hoje esses trabalhadores não conseguem mais uma colocação profissional por falta de qualificação e isso faz com que várias famílias fiquem desesperadas ao verem as vagas de emprego serem supridas por moradores de outras cidades. É fácil falar de desigualdade social quando temos um bom emprego e estabilidade. Não dá para ser cristão e ser conivente com a violência contra a vida, a paz e a fraternidade”.

Diante do atual cenário político que vive o país, Dom Luiz também ressaltou a violência originada pela corrupção que acometeu os políticos e o judiciário do Brasil e pediu para que neste período de intensa oração, possa acontecer a verdadeira conversão dos corações para que a cultura da paz possa se fortalecer. “Precisamos da participação e o empenhado de cada um para que juntos, possamos dar as mãos por uma sociedade mais justa, solidária e fraterna. Assim, compartilho da mensagem do Papa Francisco sobre a Quaresma e reforço, ‘Se por vezes parece apagar-se em muitos corações o amor, este não se apaga no coração de Deus! Ele sempre nos dá novas ocasiões, para podermos recomeçar a amar’. Que no final dessa Quaresma possamos celebrar uma feliz Páscoa e a construção da cultura da paz e da justiça por igual e não apenas para alguns”, concluiu Dom Luiz.

Sobre a Diocese de Três Lagoas

A Diocese de Três Lagoas (Dioecesis Trilacunensis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica com sede episcopal em Três Lagoas (MS). Foi criada pelo Papa Paulo VI em 3 de janeiro de 1978. Abrange um total de 10 cidades (Três Lagoas, Selvíria, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Água Clara, Brasilândia, Chapadão do Sul, Santa Rita do Pardo, Inocência e Cassilândia), e contempla 15 Paróquias com mais de 108 capelas/comunidades.

(*) Assessoria de Comunicação

A Diocese de Três Lagoas é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica com sede episcopal em Três Lagoas (Foto/Assessoria)

Comentários