20/01/2019 07h54

Depois de invadir conveniência no Jupiá, homem não consegue roubar aguardente, foge com a moto da mãe morta, cai, invade casa e rouba outra moto. Confuso? Acompanhe a história abaixo.

Gisele Berto

Um homem de 35 anos, identificado como H.A.S., foi preso na noite de ontem, 19, no Jupiá, depois de roubar uma motocicleta.

Mas quando a história começou, roubar a moto não era a intenção de H.. Ele queria mesmo era pinga.

H. chegou a uma conveniência no bairro por volta das 21h e tentou roubar o fatídico aguardente. O proprietário percebeu e colocou o sujeito para correr.

Ele fugiu com a moto em que estava, mas caiu poucos metros depois e abandonou o veículo. Aproveitando-se de uma casa com um portão aberto, H. entrou, trancou a dona da casa para o lado de dentro e roubou a moto dela para continuar a fuga.

A moto com que H. tinha chegado à conveniência continuou caída na rua e foi essencial para a polícia descobrir quem era o homem. A polícia identificou a motocicleta sendo de uma mulher, mãe de um conhecido assaltante local.

Quando a polícia mostrou a foto do homem para o dono da conveniência e para a dona da casa eles o reconheceram como H. O dono da conveniência, inclusive, lembrou que a mulher – mãe do assaltante – havia morrido ao se envolver em um acidente depois de visitar o filho na cadeia.

Os policiais tentaram encontrar H. no Jupiá, mas não conseguiram. Depois de lavrar o boletim de ocorrência e entregar a moto na Depac, receberam a notícia de que um homem estava empurrando a motocicleta roubada no bairro Santa Rita.

Na abordagem, o homem que empurrava a motocicleta disse que pegou o veículo emprestado com H. para comprar cerveja, e deu o endereço onde ele estaria.

Chegando lá, os policiais encontraram H., que confessou o crime e foi detido em flagrante.

Comentários