17/11/2006 16h10 – Atualizado em 17/11/2006 16h10

Foi realizado na tarde desta sexta-feira (17) no saguão do antigo prédio da prefeitura a solenidade de entrega simbólica de equipamentos para à Saúde em Três Lagoas. Trata-se de um Fiat Uno para a Vigilância em Saúde, dois freezeres para o setor de imunização (no valor de R$ 2 mil), um ostocópio infantil, um cardioversor, uma balança tipo gancho, um estetoscópio, um refrigerador do tipo frigobar e outro do tipo doméstico, mesa de exame ginecológico, e ainda um freezer no valor de R$ 19.500, 00 ao Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.

A formalidade contou com a presença do secretário municipal de Saúde, Jorge Martinho; diretor do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, João Pessini, da superintendente de epidemiologia e vigilância da Secretaria Estadual de Saúde e da Coordenação Estadual do Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD), e de agentes de saúde do município. ‘A DENGUE É UM PROBLEMA DE TODOS’ Na ocasião os representantes da Saúde, abordaram a questão da dengue em Mato Grosso do Sul, estado que perde somente para o estado do Rio de Janeiro em casos de dengue. Amanhã (18) é considerado o Dia D no combate à dengue.

O secretário Martinho fez um balanço das ações de combate que estão sendo realizadas no município, como a campanha de ‘caça’ aos criadouros nas escolas municipais. Martinho anunciou que no próximo dia 25, haverá o encerramento da campanha escolar com atividades na Praça da Bandeira. E falou da operação ‘Dia da Virada’ que deverá ser implantada em breve. ‘Vamos fazer o Dia da Virada, em toda passagem de um mês para o outro, será um mutirão em que motivaremos a população no combate ao mosquito transmissor, um verdadeiro arrastão’, disse o secretário.

A superintendente Cleise apontou pesquisas que revelam a despreocupação e a indiferença da população no combate a dengue, ressaltando a importância do trabalho dos agentes de saúde. ‘Vocês (os agentes de Saúde) precisam estar motivados com o seu trabalho, ajudando no combate a banalização das informações sobre a dengue’, disse. ‘A dengue é um problema de todos, cada um de nós tem que fazer a sua parte’, ressaltou. ESTATÍSTICAS Dados do Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD), referente a 10 de novembro de 2006 (43ª semana) revelam que em Mato Grosso do Sul há 14.156 casos notificados de Dengue, sendo 8.182 confirmados e cinco óbitos. Três Lagoas continua liderando o ranking no estado em casos confirmados. Na ‘cidade das águas’ foram 2.457 notificações e 2.174 confirmações.

Comentários