16/10/2017 16h12

Vítima é professora e está desesperada. Um perfil no aplicativo foi criado com a imagem dela. Polícia investiga o caso

Lucas Gustavo

Em Três Lagoas, uma professora de 20 anos afirmou estar revoltada depois ter sua imagem utilizada em aplicativo de encontros conhecido como Tinder. Na descrição, o dono do falso perfil se idêntica como Mirela e diz ser acompanhante de luxo. A vítima tomou conhecimento do caso nesta segunda-feira (16) e procurou a polícia.

‘’Logo de manhã, meus amigos me mandaram prints me alertando sobre ocorrido; fiquei horrorizada. Essa foto foi pega do meu Facebook’’, explicou a professora em entrevista ao Perfil News.

Por meio do WhatsApp, a vítima fez contato com o número de telefone deixado no perfil do internauta. Ela pediu que a imagem fosse removida do Tinder, porém a mensagem foi visualizada e não respondida.

A foto utilizada pelo impostor no WhatsApp, provavelmente extraída da internet, se trata de uma mulher de costas e de lingerie.

‘’Só quero que tudo isso acabe logo, pois gera um constrangimento muito grande perante minha família e meus alunos. Sem falar que pode ser algo bem mais grave. Imagine se essa pessoa for um estuprador e marca um encontro com alguém’’, desabafou a professora.

A ocorrência foi na 1ª delegacia de Polícia Civil como difamação e vai ser investigada.

A reportagem tentou contato com o número do falso perfil, mas as ligações não foram atendidas.

A pedido da vítima, o Perfil News preservou seu nome e imagem.

’Revoltante’’, diz três-lagoense que teve foto utilizada no Tinder. (Foto: Ilustração).

Comentários