18/11/2006 11h02 – Atualizado em 18/11/2006 11h02

O Dia

Os 117 passageiros do vôo 1787 (Rio-Vitória) da Gol, que tinha horário previsto de partida às 21h45 de sexta-feira, passaram toda a madrugada revoltados e protestando contra a empresa no terminal 1 do Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro. Até às 7h deste sábado sem ter onde dormir, reclamavam dizendo que a empresa teria feito propaganda enganosa por não cumprir o que promete aos clientes. Segundo os passageiros, eles foram informados de que o avião que os levaria entrou em manutenção no Rio, após chegar de Brasília, porque teria apresentado uma pane. Eles embarcariam às 23h50, depois que mecânicos realizassem uma inspeção. O avião chegou a taxiar na pista, mas à 0h40, foram obrigados a desembarcar devido a uma nova pane. Um grupo se reuniu para protestar em frente ao balcão da Gol no saguão do aeroporto. Os manifestantes mostraram as passagens e gritavam: “Não viajem de Gol”. A revolta aumentou quando os funcionários da empresa avisaram que o vôo partiria às 7h de sábado. Os passageiros também acusaram os funcionários da empresa de atendê-los de forma grosseira e falta de educação.

Comentários