13/11/2006 16h51 – Atualizado em 13/11/2006 16h51

BBC Brasil

Uma equipe da Universidade de Cincinnati afirmou que a exposição a substâncias como benzeno, clorofórmio e fuligem é uma ameaça à saúde destes profissionais. As taxas de câncer nos testículos foram 100% maiores e taxas de câncer de próstata também foram 28% maiores entre bombeiros, sugeriu a análise feita em 32 estudos europeus e americanos. Especialistas britânicos afirmam que estes resultados destacam a necessidade de monitoramento de produtos químicos no local de trabalho. Os pesquisadores americanos analisaram estudos examinando a situação de 110 mil bombeiros, que comparavam taxas de câncer naquela profissão com as taxas da população em geral, segundo a Revista de Medicina Ocupacional e Ambiental. Além do aumento de 100% nos casos de câncer nos testículos entre bombeiros, os pesquisadores também descobriram um aumento de 50% em um tipo de linfoma e tumores malignos múltiplos na medula óssea.

Comentários