25/01/2012 07h49 – Atualizado em 25/01/2012 07h49

A ideia é seguir o modelo que começa a ser adotado a partir de hoje em São Paulo e foi implantado há seis meses em Belo Horizonte (MG) — deixar de distribuir gratuitamente o material e incentivar o consumidor a trazer sua própria sacola ou caixa de papelão de casa ou adquirir sacolas retornáveis ou descartáveis biodegradáveis, vendidas nos próprios locais

Correio do Estado

A Associação Sul-mato-grossense de Supermercados (Amas) deve reunir-se na próxima semana com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur) e ainda no primeiro trimestre deste ano com o Governo do Estado para definir ações para acabar com a distribuição de sacolas pelos estabelecimentos em Mato Grosso do Sul.

A ideia é seguir o modelo que começa a ser adotado a partir de hoje em São Paulo e foi implantado há seis meses em Belo Horizonte (MG) — deixar de distribuir gratuitamente o material e incentivar o consumidor a trazer sua própria sacola ou caixa de papelão de casa ou adquirir sacolas retornáveis ou descartáveis biodegradáveis, vendidas nos próprios locais.

Distribuição de sacolas nos estabelecimentos deverá acabar
Foto: ÁLVARO REZENDE/CORREIO DO ESTADO

Comentários