17/09/2002 07h13 – Atualizado em 17/09/2002 07h13

17/09/2002 – 07h49

Reuters, em Bagdá (Iraque)

O presidente iraquiano, Saddam Hussein, enviará uma carta à Assembléia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas) nos próximos dias, disse hoje a agência de notícias iraquiana INA.

Segundo a agência, a carta será lida na Assembléia Geral pelo ministro das Relações exteriores iraquiano, Naji Sabri, atualmente em Nova York para a reunião da organização.

Saddam, que enfrenta intensa pressão diplomática apoiada na ameaça norte-americana de um ataque militar, concordou ontem em readmitir ao país inspetores de armas da ONU sem condições, após quase quatro anos de ausência.

O vice-primeiro-ministro iraquiano, Tareq Aziz, declarou hoje que a iniciativa de Bagdá havia frustrado qualquer justificativa para um ataque liderado pelos EUA.

“Todas as razões para um ataque foram eliminadas”, afirmou Aziz em uma conferência em Bagdá, exibida ao vivo pela TV árabe Al Jazeera.

O vice-premiê afirmou ainda que a resposta cética dos EUA e do Reino Unido à proposta iraquiana revelou suas “verdadeiras intenções [negativas] em relação a Bagdá”. Aziz declarou que os dois países queriam o petróleo do Iraque.

Comentários