12/11/2006 17h47 – Atualizado em 12/11/2006 17h47

Estadão.com

Com um futebol de campeão, o São Paulo derrotou o Goiás por 2 a 0, neste domingo, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, e está muito perto de conquistar o título do Campeonato Brasileiro, que será o quarto em sua história. Agora com 73 pontos, o time paulista manteve sete pontos de vantagem para o vice-líder Internacional e já pode ser campeão na próxima rodada. O adversário será o Atlético-PR, no próximo domingo, no Morumbi.

Muricy Ramalho surpreendeu na escalação. Começou com três zagueiros – André Dias, Fabão e Miranda – e deixou Danilo no banco. “Fizemos isso (três zagueiros) contra Figueirense (2 a 0), Santos (1 a 0) e Botafogo (3 a 0) e não tomamos gol. O Goiás tem boa jogada pela direita com Welliton. O Miranda marcará por aquele setor e o Júnior não fica sobrecarregado”, explicou.

O Goiás ameaçou nos primeiros minutos justamente em jogadas de Welinton. Um cruzamento para Nonato e um chute, para fora. O São Paulo ainda se acertava. Com três zagueiros, mais uma vez voltava ao esquema que consagrou o time no ano passado. E começou a dar resultado aos nove minutos. Pela esquerda, o volante Mineiro arrancou e chutou de longe, sem chance para Harlei. Mais um gol decisivo do volante.

Foi o que o São Paulo precisava para tomar conta da partida, tocando com tranqüilidade, esperando o momento certo. Muricy conseguiu anular duas importantes jogadas ofensivas do Goiás. As descidas dos laterais Vitor e Jadílson. Sem opção, a saída encontrada foi arriscar chutes de longa distância contra o gol de Bosco. Mas o substituto de Rogério Ceni, sempre bem colocado, correspondeu.

A equipe goiana sentiu o gol. O São Paulo era senhor do jogo. Com uma defesa muito bem postada, não era ameaçado. E levava perigo ao adversário. Não demorou para ampliar a vantagem. Souza cobrou escanteio, aos 16, na cabeça de Fabão: 2 a 0. Alegria de Muricy, que mais uma vez vê a insistência no aperfeiçoamento das jogadas com bolas paradas dar resultado.

Na segunda etapa, o São Paulo só teve o trabalho de administrar o resultado e quase conseguiu fazer mais gols em chances desperdiçadas por Souza e Aloísio. Para enfrentar o Atlético-PR, Muricy Ramalho não terá o zagueiro André Dias, que cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

Ficha técnica Harlei; Aldo, Galeano (Juliano) e Leonardo; Vitor, Danilo Portugal, Romerito, Róbson Luís e Jadílson; Welliton e Nonato (Raul). Técnico: Geninho.

Goiás 0 x 2 São Paulo

Goiás:

São Paulo: Bosco; André Dias, Fabão e Miranda; Ilsinho, Mineiro, Josué, Souza e Júnior; Aloísio (Alex Dias) e Leandro (Danilo). Técnico: Muricy Ramalho.

Gols: Mineiro, aos oito, e Fabão, aos 16 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Juliano e Róbson Luís (Goiás); André Dias (3.º) (São Paulo).

Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR).

Renda: R$ 665.135,00.

Público: 41.745 pagantes.

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Comentários