09/04/2014 12h15 – Atualizado em 09/04/2014 12h15

Capacitação é destinada a novos profissionais da Saúde de Três Lagoas e dos municípios da microrregião que atuam nas Unidades de Atenção Básica

Da Redação

A Secretaria Estadual de Saúde, por meio da Coordenadoria Municipal da Rede Cegonha de Três Lagoas, promoveu mais um curso de capacitação para a realização de testes rápidos de HIV e Sífilis.

A parte teórica do curso de capacitação foi nesta terça-feira (8), no Souvenir Buffet, e a capacitação técnica e prática foi no Laboratório de Análises Clínicas do Curso de Enfermagem das Faculdades AEMS, na manhã desta quarta-feira (9).

A capacitação, realizada anualmente, destina-se a servidores, que atuam nas Unidades de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas e Microrregião, incluindo também os profissionais que trabalham na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.

A capacitação técnica e prática contou também com a participação da coordenadora do Programa Municipal DST/AIDS/HV, enfermeira Susie Domero, pela experiência que possui nessa área da Saúde de Três Lagoas.

“A capacitação anual se faz necessária periodicamente, no caso, uma vez ao ano, porque, em todos os municípios, novos profissionais ingressaram no serviço público de atendimento à Saúde”, explicou a coordenadora municipal da Rede Cegonha, da Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas, enfermeira Elaine Furio.

O teste rápido de HIV e Sífilis está disponível em todas as Unidades de Atenção Básica de Saúde de Três Lagoas e “a testagem somente pode ser feita por profissionais devidamente capacitados e treinados”, ressaltou a enfermeira.

(*) Com informações de Assecom Prefeitura de Três Lagoas

A capacitação, realizada anualmente, destina-se a servidores, que atuam nas Unidades de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas e Microrregião (Foto: Divulgação/Assecom)

O teste rápido de HIV e Sífilis está disponível em todas as Unidades de Atenção Básica de Saúde de Três Lagoas  (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários