27/09/2017 16h16

Ação visa eliminar focos de larvas do Aedes Aegypti com inseticida biológico apropriado especialmente para essa finalidade

Redação

A Diretoria de Vigilância e Saneamento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, por meio de equipe de Agentes de Combate a Endemias do Setor de Promoção da Saúde, continuou ação de combate e bloqueio ao mosquito Aedes Aegypti, pela manhã e à tarde desta quarta-feira (27), no Córrego Jardim Brasília, na Vila Zucão.

A ação, iniciada na semana passada, continuou, desta vez, ao longo do leito e das margens do Córrego Jardim Brasília, entre a Rua Bernardino Antônio Leite e a Rua Octávio Sigefredo Roriz, no trecho a partir da Rua Maria Guilhermina Esteves, na Vila Zucão.

“Este trabalho de borrifação para eliminar os criadouros de mosquitos ao longo do leito do Córrego Jardim Brasília atendeu aos pedidos dos moradores e também da comunidade escolar da Escola Municipal Eufrosina Pinto, que fica nas proximidades desse córrego”, explicou o coordenador do Setor de Promoção da Saúde, Waldir José de Souza.

Waldir participou e coordenou o serviço, que teve a participação dos Agentes de Combate a Endemias da equipe de Bloqueio Químico, como ocorreu na semana passada.

Na borrifação, desta vez dentro do leito do Córrego, “usamos um larvicida especial, inofensivo ao meio ambiente, mas altamente eficiente na matança das larvas do mosquito Aedes Aegypti”, informou Waldir.
Ele se referiu ao “Bt-horus SC”, um poderoso inseticida biológico, especialmente desenvolvido para controlar as larvas do mosquito transmissor da dengue.

“Além da eficiência deste produto, há vários anos usado pela SMS de Três Lagoas, o Bt-horus SC é inofensivo ao homem, animais domésticos, aves, peixes e plantas. Está comprovado que não polui, não deixa resíduos e não fica retido no meio ambiente”, explicou o coordenador da Saúde.

“Infelizmente, o Córrego Jardim Brasília, neste período de estiagem e de pouquíssima água corrente no seu leito, acumula muito lixo doméstico e possui altos índices da presença de vetores”, observou Waldir.

“Precisamos desta ação de bloqueio e prevenção, para proteger a saúde destas famílias que aqui residem e também das crianças e adolescentes que estudam na Escola Eufrosina Pinto”, completou o coordenador do Setor de Promoção da Saúde.

(*) Assessoria de Comunicação Prefeitura de Três Lagoas

Foi feito um trabalho de borrifação para eliminar os criadouros de mosquitos (Foto/Assessoria)

Comentários