20/05/2019 10h45

A caminhada teve concentração dos participantes em frente à Catedral Sagrado Coração de Jesus e percorreu trecho da Avenida Antônio Trajano, Rua Bruno Garcia, Rua Oscar Guimarães e Rua Paranaíba, encerrando na Praça Senador “Ramez Tebet”, onde foi realizado pequeno evento, alusivo à data

Redação

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, por meio das equipes do Setor de Saúde Mental da Diretoria de Assistência à Saúde, promoveu a Caminhada da Luta Antimanicomial, na manhã de sábado (18).

O evento foi alusivo ao Dia Nacional de Luta Antimanicomial no Brasil, que surgiu a partir de 1987 com o lema “Por Uma Sociedade Sem Manicômios” e comemorado anualmente no dia 18 de maio.
A caminhada teve concentração dos participantes em frente à Catedral Sagrado Coração de Jesus e percorreu trecho da Avenida Antônio Trajano, Rua Bruno Garcia, Rua Oscar Guimarães e Rua Paranaíba, encerrando na Praça Senador “Ramez Tebet”, onde foi realizado pequeno evento, alusivo à data.

A manifestação, realizada pelas equipes e pacientes do Centro de Atenção Psicossocial – CAPS II e CAPS AD (Álcool e Drogas), contou também com a presença de representantes da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), Residência Terapêutica, Residência Inclusiva e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Campus Três Lagoas.

Como destacou o psicólogo do CAPS II, Igor Queiroz Paes, “a caminhada teve a finalidade de chamar à atenção da sociedade sobre a defesa dos direitos de liberdade e de atenção digna e humanitária às pessoas com doenças mentais”.
Em vários cartazes, a mensagem transmitida pelos manifestantes era a seguinte: “Tratar não é Trancar” e em uma outra, uma original e humana leitura da sigla “CAPS” – Carinho, Amor Para a Saúde.

O evento contou também com o apoio de segurança e controle do tráfego de veículos de uma equipe motorizada de Agentes Municipais de Trânsito da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (SEINTRA).

Comentários