20/03/2012 15h41 – Atualizado em 20/03/2012 15h41

“Saúde na Comunidade” permanece no mesmo setor

Até agora, haviam sido retiradas 30 caçambas lotadas de lixo e entulhos, eliminando assim inúmeros criadouros de mosquitos naquela região da Cidade

Assessoria de Comunicação

A campanha “Saúde na Comunidade”, conjunto de várias ações para fazer frente à dengue e à leishmaniose, lançada no último dia 7, no Bairro Nossa Senhora Aparecida, envolvendo principalmente a Secretaria Municipal de Saúde e o Departamento de Obras e Serviços (DOS), da Secretaria Municipal de Obras, deverá continuar suas ações no mesmo setor, por pelo menos mais uma semana.

Este setor, o de número 5, engloba os bairros de Nossa Senhora Aparecida, Vila Zuque, Santa Rita e Jardim Brasília, região da Cidade onde se registrou o maior número de casos de dengue.

Além das visitas domiciliares e palestras de conscientização da população quanto à necessidade de participar e se envolver nesta campanha, como diz o slogan “Saúde na Comunidade – Juntos com Responsabilidade”, estão sendo feitas outras várias ações, como roçada e limpeza de terrenos e a coleta de lixo, entulhos e materiais favoráveis à criação de mosquitos.

Até agora, nesse setor da Cidade, foram recolhidas 30 caçambas lotadas de lixo e entulhos. Os coordenadores da “Saúde na Comunidade” estimam que em cada uma dessas caçambas foram recolhidos de 1,5 mil kg a 3 mil kg de entulhos variados. Apesar de cheias por completo, o peso de cada caçamba variava de acordo com o tipo de material que foi jogado fora pela população.

No decorrer da próxima semana, as equipes do DOS estarão dando continuidade à roçada e limpeza dos terrenos e também a coleta de entulhos e lixo que não tenham sido depositados nas caçambas, como explicou o Agamenon Alves de Oliveira.

“Estamos trabalhando com uma equipe de uns 30 homens nesse setor. Nesta semana estaremos também com uma equipe maior de pessoas e maquinário trabalhando”, anunciou o diretor do DOS.

Conforme consta no material de divulgação, uma das ações da “Saúde na Comunidade” é a coleta de lixo. “Tire o lixo do quintal, coloque tudo na caçamba”, é o apelo a toda a população, para que sejam eliminados os focos criadouros de mosquitos.

Segundo o resultado do Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti (Lira), requisitado periodicamente pelo Ministério da Saúde, o mais elevado número de focos criadouros do mosquito transmissor da dengue está nos amontoados de lixo.

“Felizmente, graças a essas ações, conseguimos reduzir de 3,5% para 1,2% os índices do Lira”, comentou a secretária de Saúde Eliane Brilhante.

Como foi repetido no lançamento da “Saúde na Comunidade – Saúde com Responsabilidade”, o sucesso e os resultados desta nova ação “dependem da participação de todos os moradores, limpando e dando o correto destino ao lixo”, voltou a lembrar a secretária de Saúde.

SEMANA DA ÁGUA

Na Semana da Água, promovida pela Prefeitura de Três Lagoas em conjunto com a Câmara Municipal, de segunda-feira (19) a sexta-feira (23), com várias ações e eventos voltados à preservação da água, a Secretaria Municipal de Saúde também irá participar como parceira.

Entre as ações a serem desenvolvidas pela Saúde na Semana da Água, equipes dos Agentes de Combate às Endemias e Agentes Comunitários de Saúde estarão no Bairro Jupiá, visitando os moradores e realizando o mesmo trabalho de conscientização que é feito na campanha “Saúde na Comunidade”.

Essas ações das equipes da Saúde serão levadas aos moradores de Jupiá, na próxima quinta-feira (22), Dia Mundial da Água.

Este setor engloba os bairros de Nossa Senhora Aparecida, Vila Zuque, Santa Rita e Jardim Brasília, região da Cidade onde se registrou o maior número de casos de dengue.

Comentários