29/03/2012 11h29 – Atualizado em 29/03/2012 11h29

Secretaria de Saúde define atendimento para pacientes com próteses mamárias em MS

Da Redação*

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES) publicou no Diário Oficial desta quinta-feira (29) a resolução nº 29 que define o Protocolo de Atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para as pacientes portadoras de implantes de próteses mamárias das marcas PIP e ROFIL.

De acordo com a resolução, ficam autorizados e credenciados para a avaliação, acompanhamento e realização da cirurgia da troca de próteses os hospitais de referência do SUS no Estado: Associação Beneficente Campo Grande – Santa Casa, Hospital do Câncer Prof. Dr. Alfredo Abrão e Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, todos localizados na Capital.

Para o acesso a um dos três hospitais de referência, a paciente deverá obter seu Cartão Nacional de Saúde (CNS) junto à Secretaria Municipal de Saúde; dirigir-se à Unidade Básica de Saúde (UBS/UBSF) mais próxima de sua residência com o comprovante da marca da prótese (PIP ou ROFIL), CNS e informação do município, estabelecimento de saúde e médico que realizou o procedimento inicial. No caso de câncer de mama, apresentar laudo de exame complementar pós-cirúrgico.

O Setor de Recepção da UBS providenciará a solicitação de “Avaliação de Paciente Portadora de Prótese Mamária das Marcas PIP ou ROFIL” através do Sistema de Regulação (Sisreg). Para agendamento no Sisreg é preciso informar corretamente todos os dados referidos anteriormente.

Pacientes do interior do Estado deverão se dirigir à respectiva Secretaria Municipal de Saúde para a obtenção do CNS e à unidade de saúde definida pelo gestor local, para solicitação de agendamento da avaliação em Campo Grande, através do Sisreg (Sistema de Regulação).

O Protocolo de Atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para as pacientes portadoras de implantes de próteses mamárias das marcas PIP e ROFIL está publicado nas páginas 11 e 12 do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira. Clique aqui para acessar.

(*)_Com informações do Noticias/MS

Comentários