09/10/2013 09h08 – Atualizado em 09/10/2013 09h08

Secretários Estaduais de Transporte convidam ministros para explicar PAC dos aeroportos e das rodovias

O grupo está preocupado com o prazo de execução de obras em virtude das eleições do próximo ano

Da Redação

Os secretários estaduais de Transportes vão convidar os ministros da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC), Moreira Franco, e dos Transportes, César Borges, a explicar os projetos de construção de aeródromos e do programa de concessões de rodovias federais. O grupo está preocupado com o prazo de execução de obras em virtude das eleições do próximo ano.

A decisão foi tomada ontem (08/10), em Brasília, durante a reunião extraordinária do Conselho Nacional de Secretários de Transportes (Consetrans), que teve a presença do Secretário de Estado de Obras Públicas e Transportes de Mato Grosso do Sul, Edson Giroto, e outros 11 representantes das unidades federativas.

Durante o encontro, foram debatidos o fortalecimento da entidade com a realização de reuniões periódicas a cada 45 dias; realização de fóruns regionais para discutir a infraestrutura de transportes; o PAC Mobilidade; o Regime Diferenciado de Contratações (RDC); a desoneração de 30% das dívidas dos Estados para investimentos, entre outros. “O Consetrans é o local para discutirmos a política de transporte, o Governo federal precisa nos ouvir para definir suas prioridades”, enfatizou Giroto.

Para tanto, ficou definido que o grupo vai convidar os ministros dos Transportes, Cesar Borges, e da SAC, Moreira Franco, para que expliquem de forma detalhada Programa de Investimentos em Logística (PIL) dos aeródromos e das rodovias. O secretário de Estado da Infraestrutura e Edificações da Paraíba, Efraim Morais, ressaltou que o ministro “César Borges vai aceitar esta discussão conosco. Ele não tem só experiência administrativa, tem experiência política”, enfatizando que há necessidade do grupo buscar apoio das bancadas federais de cada um dos estados.

Participaram da reunião secretários de transportes ou representantes dos estados de Mato Grosso do Sul, Alagoas, Amazonas, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e Santa Catarina.

AERÓDROMOS

O PIL dos aeródromos assegura R$ 201 milhões para reforma de ampliação de oito aeroportos de Mato Grosso do Sul Coxim, Costa Rica, Bonito, Dourados, Naviraí, Nova Andradina, Corumbá e Três Lagoas. No pais, serão investidos R$ 7,3 bilhões em 270 localidades na primeira etapa do plano de aviação regional em todo o país.

Os investimentos previstos são da ordem de R$ 1,7 bilhão em 67 aeroportos na região Norte; R$ 2,1 bilhões em 64 aeroportos na região Nordeste; R$ 924 milhões em 31 aeroportos no Centro-Oeste; R$ 1,6 bilhão em 65 aeroportos no Sudeste; e R$ 994 milhões em 43 aeroportos na região Sul.

RODOVIAS

O Governo federal previa em agosto do ano passado investimentos de R$ 42 bilhões em 7,5 mil quilômetros de rodovias, sendo R$ 23,5 bilhões em cinco anos e R$ 18,5 bilhões em 20 anos. Seriam concedidos à iniciativa privada nove lotes de rodovias federais, entre eles um que englobaria as BRs 163, 262 e 267. Este ano, o Ministério dos Transportes retirou deste lote as BRs 262 e 163.

(*)Com informações de Assessoria de Comunicação

A decisão foi tomada ontem durante a reunião extraordinária do Conselho Nacional de Secretários de Transportes (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários