21/03/2012 09h10 – Atualizado em 21/03/2012 09h10

Sejusp diz que casos de homicídios diminuíram e polícia esclareceu mais crimes

As atividades policiais no primeiro bimestre de 2012 apontam para um desempenho também superior ao do mesmo período de 2011.

Da Redação*

Em janeiro e fevereiro, as ocorrências de homicídio doloso caíram 16,6% em relação ao mesmo período de 2011 na média estadual, segundo balanço apresentado pelo secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini durante reunião de avaliação. Na Capital, a queda foi de 14,3%. No interior, os índices caíram 17,3% nos casos de mortes desse tipo em comparação com janeiro e fevereiro do ano passado.

“Desde o ano passado estamos trabalhando com a análise criminal e a inteligência artificial. Pegamos os 11 principais tipos de delitos e estabelecemos uma cultura de trabalho em cima dos dados registrados no nosso sistema e do georreferenciamento”, disse o secretário. “Houve a modernização da estrutura, mas também da gestão, e, a partir daí, implantamos as metas”, completa.
As unidades de segurança pública de alguns municípios aparecem com destaque entre as que tiveram melhores resultados na redução criminal. Nesse grupo estão Campo Grande, Aquidauana, Corumbá, Coxim, Jardim e Nova Andradina. “Esses municípios superaram a meta”, destaca o secretário Jacini.

Além da diminuição das ocorrências de homicídios dolosos, o trabalho que vem sendo feito resultou no aumento da quantidade de elucidações de crimes desse tipo. No bimestre janeiro/fevereiro de 2012, 53,8% dos 80 casos registrados em Mato Grosso do Sul já aparecem com autoria definida. Na Capital, o percentual é de exatamente 50% (do total de 18 casos), e no interior, 54,8% (mais da metade das 62 ocorrências). Esse resultado coloca o Estado bem acima da média nacional, que chega a aproximadamente 30%.

Enquanto as principais ocorrências criminais diminuíram até acima da meta esperada, as atividades policiais no primeiro bimestre de 2012 apontam para um desempenho também superior ao do mesmo período de 2011.

As prisões somaram 2.270 no período, contra 2.197 do ano anterior. No balanço dos veículos recuperados, houve crescimento de 60,6% em todo o Estado (equivalente a 409 dos 675 automóveis e motocicletas alvos de furtos ou roubos). As polícias também conseguiram aumentar apreensões de armas no primeiro bimestre: 188 (46 a mais que no ano anterior). O principal crescimento foi na Capital, com 79 armas apreendidas (contra 49 há um ano).

No combate às drogas, a variação na comparação entre os primeiros bimestres de 2011 e 2012 atingiu 34,4%. A quantidade retirada de circulação foi de 5.684,7 kg – quase 1.500 kg a mais que há um ano.

Wantuir Jacini, secretário de Justiça e Segurança Pública, apresenta balanço e cobra metas. (Foto: Foto: Kayke Niz)

Comentários