04/09/2014 10h11 – Atualizado em 04/09/2014 10h11

Crescimento da frota multiplica infrações no trânsito de Três Lagoas

Com mais de 18 mil motos circulando pelas vias, condutores desafiam a Secretaria e o Código de Trânsito e estacionam ondem bem entendem

Larissa Lima

Com o aumento do poder aquisitivo da população, em decorrência da maior oferta de empregos gerada pela instalação de grandes indústrias e empresas, o número de veículos que circulam em Três Lagoas também registrou aumento exponencial.

Em dez anos, o número de automóveis e motos que transitam na cidade cresceu, respectivamente, 131 e 143%, segundo o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Dentran/ MS). Atualmente, mais de 18 mil motos circulam pelas vias de Três Lagoas.

Com este aumento, o índice de acidentes e infrações de trânsito também é engrossado. Um exemplo que tem se tornado rotina foi flagrado na tarde de ontem (3), pela reportagem do Perfil News, que presenciou motos estacionadas irregularmente em vagas destinadas a carros.

IRREGULAR

Em vários pontos da avenida Eloy Chaves, em especial na altura da padaria Santo Pão, motos ocupavam vagas dos estacionamentos instalados ao longo da via, às margens do canteiro central.

O longo período em que as motos permaneceram de forma irregular demonstra a falta de fiscalização por parte da Secretaria Municipal de Trânsito, que tem como função, além de promover melhorias, fiscalizar, autuar e multar condutores que, por exemplo, estacionam em locais inadequados, infringindo o Código de Transito.

A cidade, que colhe os frutos do desenvolvimento, não se atentou em investir em infraestrutura para receber um maior número de veículos em circulação, que é inevitável a qualquer município em expansão. Além de fiscalização, faltam mais estacionamentos, principalmente na área central, onde o tráfego é mais intenso em grande parte do dia.

Mesmo com vagas destinadas a estacionamento de motocicletas, alguns condutores ocupam espaço destinados aos veículos ocasionando flagrante infração e revolta nos motoristas que ficam privados de estacionar nas vagas permitidas aos automóveis, como mostram as imagens (Fotos: Ricardo Ojeda)

No mesmo quarteirão, a reportagem flagrou vários motocicletas estacionadas em vagas disponibilizadas para veículos (Fotos: Ricardo Ojeda)

Comentários