26/03/2016 10h22 – Atualizado em 26/03/2016 10h22

Suspenso mais uma vez, atacante deve dar lugar a Ricardo Oliveira na partida da próxima terça-feira. Jonas, Hulk ou a entrada de um meia são as outras opções

Da redação

A formação ofensiva que deu certo contra o Peru e trouxe otimismo no primeiro tempo diante do Uruguai não poderá ser repetida na próxima terça-feira. Suspenso mais uma vez, Neymar vai desfalcar o Brasil pela terceira vez nas eliminatórias – em seis jogos possíveis – e pode obrigar o técnico Dunga a mudar o esquema de jogo da Seleção diante do Paraguai no Defensores del Chaco. Sai a movimentação constante no ataque, volta o camisa 9 de origem. A CBF ainda não confirmou se o camisa 10 (assim como o zagueiro David Luiz, também suspenso) vai acompanhar a delegação até Assunção.

A tendência é que Ricardo Oliveira seja o escolhido para entrar no time. Diante do Uruguai, na Arena Pernambuco, o jogador do Santos foi o único atacante de origem a entrar no segundo tempo. Parece ser a primeira opção do treinador. Jonas, Hulk ou a entrada de um meia (Lucas Lima, Oscar ou Philippe Coutinho, o que é menos provável) são as outras alternativas. No Recife, a movimentação e troca de posições do trio Neymar, Douglas Costa e Willian só deu certo nos primeiros 45 minutos. E acabou anulada por Óscar Tabárez no segundo tempo. O treinador congestionou o meio e deu fim à liberdade do capitão brasileiro entre as linhas da Celeste.

  • No primeiro tempo, conseguimos encaixar bem a equipe, rodar a bola, aproveitar os espaços. No segundo, ficamos mais estáticos, sem a mesma circulação. O Uruguai soube se aproveitar bem, conseguiu neutralizar. Agora só vamos começar a pensar no Paraguai a partir de amanhã (sábado). Só então vamos ver quem vai substituir o Neymar – frisou Dunga.
    Hulk jogou como centroavante na estreia das eliminatórias, contra o Chile, e não foi bem na função – acabou sacado do time nas rodadas seguintes. Jonas, outra opção, tem mais capacidade de movimentação e fica como alternativa caso Dunga queria tentar manter o estilo de jogo. Depois de perder as duas primeiras rodadas das eliminatórias ainda pela suspensão recebida na Copa América de 2015, Neymar recebeu cartão amarelo na vitória por 3 a 0 sobre o Peru, em novembro passado. Já a advertência diante do Uruguai veio após uma falta dura sobre Álvaro González

  • Claro que o Neymar faz falta, mas temos jogadores de qualidade, somos a seleção brasileira, quem entra vai dar conta do recado, temos que fazer nosso papel no Paraguai – resumiu Douglas Costa, autor do primeiro gol na sexta.

A Seleção viaja neste sábado para Porto Alegre, onde vai se preparar para enfrenta o Paraguai. A partida no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, será na próxima terça. Com oito pontos, o Brasil ocupa a terceira posição nas eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia.

(*) Globo Esporte

Neymar pede desculpas a González após a falta que lhe rendeu o amarelo (Foto: Adelson Costa/Pernambuco Press)

Comentários