09/05/2016 16h18 – Atualizado em 09/05/2016 16h18

A leitura da admissibilidade do impeachment de Dilma teve início às 15 horas (MS)

Da Redação

O Senado iniciou, há pouco, sessão não-deliberativa na qual está prevista a leitura da decisão da comissão especial que, na semana passada, aprovou a admissibilidade do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. A sessão está sendo transmitida ao vivo pela TV Senado.

Em virtude da decisão do presidente em exercício da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), que anulou a sessão em que houve a votação do impeachment de Dilma, ocorrida nos dias 15, 16 e 17 de abril, o vice-presidente do Senado, Jorge Vianna (PT-AC), informou que o presidente do Senado, Renan Calheiros, está neste momento em busca de fundamentos jurídicos – consultas ao regimento interno e à legislação específica do impeachment – para saber qual a decisão será encaminhada no Senado. Em princípio, a leitura da admissibilidade do impeachment na comissão especial do Senado estava prevista para as 16 horas.

O presidente da Comissão Especial, senador Raimundo Lira (PMDB-PB), já afirmou nesta segunda-feira (9) que a votação da admissibilidade do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Plenário do Senado, prevista para quarta-feira (11), deverá ser mantida, apesar da decisão de Waldir Maranhão. Ele disse não ver efeito prático na decisão do presidente interino da Câmara.

A decisão de Waldir Maranhão foi comunicada oficialmente ao Senado às 10h37 (MS).

(*) Agência Câmara de Notícias

Senador Wellington Fagundes (PR/MT) durante fala na sessão plenária do Senado Federal (Foto: Reprodução/TV Senado)

Comentários