29/04/2013 08h11 – Atualizado em 29/04/2013 08h11

Senai inicia curso gratuito de panificação e confeitaria em Aquidauana

A abertura do curso oferecido no âmbito do Programa Senai Educa foi realizada pelo prefeito José Henrique Gonçalves Trindade

Da Redação

No âmbito do Programa Senai Educa, a FatecSenai Campo Grande iniciou, neste sábado (27), o curso gratuito de panificação e confeitaria na cidade de Aquidauana, que conta com 60 alunos distribuídos em três períodos. A aula inaugural do curso, que será realizado pelos próximos 60 dias na unidade móvel de panificação e confeitaria do Senai estacionada no Terminal Rodoviário da cidade, teve a presença do prefeito José Henrique Gonçalves Trindade, a secretária municipal de Ação Social e Economia Solidária, Liliane Trindade, o secretário municipal de Obras, Mário Ravale, e as supervisoras pedagógicas da FatecSenai Campo Grande, Michele Aline Miguel e Adriana da Silva Marquete.

Segundo a supervisora pedagógica Michele Miguel, que representou o gerente Artur Quintella, ao todo serão 240 horas-aulas de curso, que atende a demanda das indústrias de panificação instaladas na região de Aquidauana e Anastácio. “Ao término, os participantes terão total condições de atuar neste segmento”, declarou. Já a supervisora pedagógica Adriana Marquete reforçou o empenho do Senai na formação profissional. “Ao trazer o curso para Aquidauana, mais uma vez o Senai promove a valorização dos trabalhadores e contribui para o crescimento econômico local, promovendo a interiorização do processo de industrialização estadual”, disse.

Para o prefeito José Trindade, a parceria da Prefeitura Municipal com o Senai vai proporcionar a qualificação profissional que os moradores de Aquidauana tanto almejam. “Essa capacitação profissional gratuita vai contribuir para que mais cidadãos aquidauanenses ingressem no mercado de trabalho, gerando mais renda e melhor qualidade de vida para as suas famílias”, avaliou. Ele ainda recordou que o curso é fruto de uma articulação entre a Prefeitura e o Senai firmada no dia 18 de março durante reunião em Campo Grande.

BENEFICIADOS

Na avaliação da aluna Joana Darc Souza, 46 anos, que atualmente produz pães para comercializar na comunidade, o curso será a oportunidade de mudar de vida. “Eu e meu marido trabalhamos de forma autônoma, mas, depois que terminarmos o curso, a nossa intenção é abrir uma panificadora, principalmente, para atender as aldeias próximas a Aquidauana”, disse. Já o marido, Marcílio Marques Balbuena, 50 anos, lembrou que trabalhou por 15 anos em um supermercado e tem uma noção do que o cliente procura. “O pão da padaria é diferente”, acrescentou.

A também autônoma Angélica Fialho Franco, 21 anos, produz e comercializa salgados. A princípio ela vende de porta em porta e depois do curso também pretende empreender. “Meu sonho é ter minha própria padaria”, revelou. De acordo com a instrutora da FatecSenai Campo Grande, Rosângela Brites Mendes, em alguns casos, o curso acaba atraindo pessoas que já têm habilidade com o setor. “Com o tempo, percebemos essas habilidades e isso dá uma dinâmica diferente para as aulas”, declarou. Ela acrescentou ainda que durante o curso serão ensinados pães, doces e salgados diversos.

(*) Com informações de Assecom Senai

O curso gratuito de panificação e confeitaria conta com 60 alunos distribuídos em três períodos (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários