23/01/2012 11h27 – Atualizado em 23/01/2012 11h27

Roraima foi o Estado com o maior percentual de cheques devolvidos (12,48%), enquanto São Paulo teve o menor (1,45%). Entre as regiões, a Norte foi teve o maior volume de devolução de cheques sem fundos em 2011, com 4,18%. Na outra ponta do ranking está a Sudeste, com 1,57%

AGêNCIA BRASIL

Foram devolvidos por falta de fundos 1,95% dos cheques compensados no Brasil em 2011. O volume somou um total de 19,7 milhões de retornos diante de cerca de 1 bilhão de cheques compensados no ano. O percentual é o maior desde 2009, quando houve 2,15% de devoluções, segundo levantamento da Serasa Experian nesta segunda-feira.

“A elevação da inadimplência do consumidor, o crescimento da inflação que reduziu o poder aquisitivo, o rápido aumento do endividamento e os juros altos que encareceram o crédito foram fatores determinantes que comprometeram a capacidade de pagamento do tomador de crédito, incluindo o do pré-datado”, avaliaram os economistas da entidade.

Roraima foi o Estado com o maior percentual de cheques devolvidos (12,48%), enquanto São Paulo teve o menor (1,45%). Entre as regiões, a Norte foi teve o maior volume de devolução de cheques sem fundos em 2011, com 4,18%. Na outra ponta do ranking está a Sudeste, com 1,57%.

Comentários