18/09/2018 10h16

Nem Mato Grosso, nem Mato Grosso do Sul, as gravações do seriado começam ainda neste mês em Porto Nacional (TO)

Redação

Em busca de conteúdo autoral, a nova série de suspense sobrenatural do Netflix “O Escolhido” é baseada na produção mexicana “Ñino Santo”. Na adaptação, a história de ficção terá como cenário um vilarejo “remoto e isolado” do Pantanal. No entanto, as gravações serão a mais de 2 mil quilômetros de Corumbá, em Porto Nacional, no Tocantis.

Anunciada em 20 de julho deste ano, a estreia está prevista para o primeiro semestre de 2019, de acordo com informações da prefeitura de Porto Nacional, a equipe já está na cidade e cerca de 100 moradores locais foram contratados figurantes e as gravações terão início ainda este mês.

Originalmente, a série Mexicana é produzida por Pablo Cruz, Diego Luna e Gael Garcia Bernal, o tema coloca a força da fé e a ciência frente a frente, quando um grupo de médicos vai até uma pequena vila pantaneira para vacinar os moradores. Lá, eles entram em contato com um culto onde o líder opera, ao que parece, verdadeiros milagres.

A adaptação brasileira foi feita pelos escritores Carolina Munhoz e Raphael Draccon, que assinam todos os episódios. De acordo com a publicação feita por Raphael em sua conta no Instagram, a série promete seguir a mesma linha de suspense de “Ñino Santo”, criando um ambiente misterioso e cheio de segredos. A trama tem como personagens principais três médicos ainda em início de carreira, que lutam contra a mutação do vírus da Zika. No Pantanal, eles se deparam com uma população resistente aos métodos da ciência.

Questionado pelo Lado B sobre o motivo da série que tem como cenário o Pantanal, ser gravada no Tocantis, o produtor executivo informou que apesar de conhecer Corumbá, a cidade é de difícil acesso e aumentaria muito os custos da produção, que leva em conta o deslocamento e hospedagem de toda a equipe.

O Tocantis anda investindo pesado nesse tipo de produção. Recentemente, foi cenário da novela “O Outro Lado do Paraíso”, ocupando o principal horário da Rede Globo.

“É difícil conseguir apoio aí. Não estamos pedindo dinheiro, apoio é facilitar com as filmagens e a estratégia de locomoção, instalação da equipe e locação dos cenários. Nesse quesito, a proposta do estado de tocantins é muito mais interessante”, justificou o produtor, ainda segundo ele o cenário em Porto Nacional é muito parecido com o ambiente do seriado.

O Secretário de Cultura e Cidadania de Mato Grosso do Sul, Athayde Nery, garante que o governo do Estado nunca foi procurado para tratar de questões referentes à série. Ele afirma que se tivesse sido acionado pela produtora, com um projeto desse porte, teria feito todos os esforços para viabilizar a produção aqui. “Daria visibilidade internacional a Mato Grosso do Sul e a secretaria teria oferecido o apoio necessário para as gravações”, garante. De acordo com ele, é necessário um pedido formal com antecedência por parte da produção para que a Secretaria possa avaliar o orçamento disponível antes de começar as negociações.

Nós entramos em contato com a Netflix Brasil, mas até o fechamento da reportagem não obtivemos resposta.

Até agora as únicas informações confirmadas são de que a estreia mundial exclusiva na Netflix está prevista para 2019.

O Escolhido integra a lista de séries originais da Netflix produzidas no Brasil, como 3%, O Mecanismo, Samantha!, Coisa Mais Linda, Sintonia, Ninguém Tá Olhando, Super Drags, Cidades Invisíveis e A Facção.

(*) Campo Grande News

Série Ñino Santo será adaptada no Brasil com o título O Escolhido (Foto: Divulgação)

Comentários