18/11/2006 22h03 – Atualizado em 18/11/2006 22h03

O presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB) confirmou que nesta segunda-feira o congresso foi decretar luto oficial de três dias. ‘Na segunda-feira, a sessão será exclusiva para homenagens a Tebet’, disse Calheiros. Além do Senado Federal, o governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, decretou luto oficial por três dias no Estado. ‘Mato Grosso do Sul despede-se de um de seus mais proeminentes líderes, cujo exemplo de dignidade pessoal e de absoluto devotamento ao interesse coletivo, ao longo de mais de 40 anos de vida pública, estará para sempre inscrito como honroso capítulo de nossa história’. 2º MANDATO Tebet cumpria seu segundo mandato como senador pelo PMDB, eleito em 1995. Seu mandato, que iria até 2011, será cumprido pelo suplente Valter Pereira. Foi promotor público, professor universitário, prefeito de Três Lagoas, deputado estadual, vice-governador e governador do Mato Grosso do Sul, superintendente da Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), senador pelo MS, ministro de Estado e presidente do Senado. CASSAÇÃO De 2001 a 2003, Tebet ocupou a presidência da Casa, no auge crise política que resultou na renúncia dos senadores Antonio Carlos Magalhães, Jader Barbalho e José Roberto Arruda. Logo depois de deixar a presidência do Senado, o câncer voltou, o que o levou a uma cirurgia para a retirada de um rim.

Comentários