24.5 C
Três Lagoas
terça-feira, 16 de agosto, 2022
InícioCaderno PerfilBem-EstarSimone Tebet fala sobre as pretensões políticas para o futuro

Simone Tebet fala sobre as pretensões políticas para o futuro

14/08/2006 18h41 – Atualizado em 14/08/2006 18h41

A prefeita, Simone Tebet (PMDB) completou um ano e sete mês à frente da administração municipal de Três Lagoas. Com exclusividade ela falou ao Perfil News do primeiro ano de mandato e das pretensões políticas para o futuro. PERFIL NEWS – ‘Um ano e sete meses de mandato. Suas expectativas e seus objetivos foram atingidos nesse período?’ SIMONE TEBET – ‘Quem acha que as expectativas foram atingidas pode voltar para a casa. Nós sempre devemos querer mais e achar que sempre tem algo mais para fazer. Poderia dizer que suplantou minhas expectativas, mas ainda há uma infinidade de coisas que tenho de fazer pelo município. Faço um balanço positivo. Se tiver de dar nota para a minha administração, daria um 8’. PERFIL NEWS – ‘Quais secretarias se destacaram mais e qual não conseguiu atingir suas expectativas na plenitude?’ SIMONE TEBET – ‘É difícil dizer, por que aqui temos uma característica muito marcante. Quem está de fora talvez vá entender e vai concordar. Nós montamos a administração de tal forma que uma secretaria depende da outra. Qualquer obra da administração tem uma interligação entre as secretarias. Aqui é uma família. Estou satisfeita com todos. Todos os secretários têm as suas características, seus defeitos e suas qualidades e é desta forma que procuro extrair ao máximo a potencialidade de cada um. Esse é o segredo: extrair o que é bom de uma pessoa’. Os secretários possuem espírito de equipe’. A vontade de acertar esta presente em todos os secretários. PERFIL NEWS – ‘Sobre o balneário público. O que aconteceu para que o Ibama interviesse contra a construção naquele local. Houve erro ou algum equívoco?’ SIMONE TEBET – ‘Eu posso dar ordem de serviço no local a qualquer momento. Tudo é uma questão política e administrativa. Ela (a prefeita se refere à Jussara, diretor do órgão em Três Lagoas) não poderia jamais dizer algo que ela não sabia e estava dizendo. Eu até entendo a Jussara, gosto da Jussara e a avalio como uma excelente técnica. Outro dia falei com ela pelo telefone, passei a posição, ela entendeu o posicionamento da questão. Eu dou ordem de serviço à hora que quiser desde que eu tenha a licença prévia e já havíamos conversado com a SEMA (Secretaria de Meio Ambiente de MS). Se vocês forem lá agora, eles (a construtora) estão realizando serviço topográfico independente de ter licitação ou não. Como eu quero entregar esse balneário até o verão deste ano, vamos deixar tudo pronto. Assim que a licença de instalação tiver liberadas as obras começam. Estamos fazendo as obras em etapas. Primeiro que o Ibama não tem nada haver com isso e isso é um ponto, e isso o Ibama em Campo Grande e Três Lagoas reconheceram. Isso é Sema. Eu já tinha tratado com a Sema e nem precisava dar satisfação ao Ibama. Justamente porque o Ibama não estava a par do que tinha acontecido acabou gerando essa confusão toda. A Sema já sabia dos detalhes administrativos e dos detalhes políticos também da situação. Eu tenho mestrado em Direito Ambiental. Se tive tido um erro jurídico eu teria suplantado esse erro.’ PERFIL NEWS – ‘Sobre o lançamento do pacote de obras. São cerca de 25 milhões. De quem foram as parcerias para conseguir esses recursos? Houve contrapartida do município?’ SIMONE TEBET – ‘Não tem nenhum recurso do governo do estado. Nós temos recursos liberados pelo governo federal através de emendas parlamentares e nós temos ações que fizemos a determinados órgãos e ainda há recursos municipais.’ PERFIL NEWS – ‘Em termos de percentuais por parte do município, de quanto seria?’ SIMONE TEBET – ‘Se nós incluirmos as tratativas da prefeitura junto a esses órgãos diríamos que seria em torno de 60% de recursos federais e o restante municipal. Desses recursos municipais temos o R$ 5 milhões da Termoelétrica. A Petrobras já informou que pretende fazer o pagamento desse dinheiro neste mês de agosto. Esse dinheiro será utilizado para fazer o parque das lagoas’. PERFIL NEWS – ‘A Lagoa Maior corre o risco de ser assoreada. Ela que é considerada o principal Cartão Postal de Três Lagoas. Esse dinheiro elimina esse assoreamento?’ SIMONE TEBET – ‘O Plano Diretor já acaba com esse assoreamento e acabamos recebendo criticas de pessoas que só pensam no próprio bolso e não pensa no interesse da cidade. Muitos se perguntam: ‘Ah, porque em volta da lagoa se colocou que para se construir alguma coisa uma área densa para se construir uma casinha minúscula’. É justamente com o intuito de não secar a lagoa. Se nós deixarmos lá num terreno de 360 metros quadrados e construir 200, nós vamos acabar com as lagoas. O objetivo é preservar o maior cartão postal da cidade’. PERFIL NEWS – ‘Quais são as maiores dificuldades encontradas na sua administração?’ SIMONE TEBET – ‘Dinheiro. Falta dinheiro. Idéias e vontade de trabalhar, competência da nossa equipe e sugestões da população, isso é o que não falta. É pura questão financeira nossa dificuldade. O fato de quase estarmos isolado do governo do estado, não temos o apoio financeiro e isso nos dificulta, embora tenhamos acesso e amigos dentro do governo, mas como o estado está em situação financeira isso também reflete no município’. PERFIL NEWS – ‘Antes da crise financeira do estado e que refletiu no governo estadual, ele tinha se comprometido a liberar recursos para algumas obras do município. Isso afetou o cofre do município para essas obras?’ SIMONE TEBET – ‘Sim afetou o município. Vou dar um exemplo: A avenida Rafael de Haro. É um projeto de R$ 1 milhão já está licitado e inicia este mês. Este era um projeto via recurso numa promessa do governo do estado. Foi uma sucessão de situações que aconteceram. Representantes do governo estiveram em Três Lagoas ano passado e chegaram a firmar um termo conosco lá no Três Lagoas Clube e de R$ 1 milhão viraram R$ 600 mil e nós iríamos dar contra partida. Depois, nem isso não saiu. Tivermos de pegar uma emenda do senador Ramez Tebet (PMDB), que poderíamos ter ‘jogado’ em uma série de ruas e acabamos por colocar na avenida para honrar compromisso’. PERFIL NEWS – ‘Sobre o Plano Diretor, muitos empresários do ramo imobiliário reclamaram e disseram que não participaram da elaboração dele. Isto procede?’ SIMONE TEBET – ‘Isso deve ser melhor checado entre a categoria, porque da mesma forma vieram alguns dizer que a reunião não era para discutir plano diretor e que não estavam discutindo plano diretor e até um deles se desculpou dizendo que havia algum mau entendido. Não tem categoria, não tem classe de profissional liberal que não tenham participado mais, inclusive com idéias muito positivas do que a classe dos corretores de Três Lagoas. Não teve uma reunião do Plano Diretor que não tenha tido pelo menos um representante da categoria. PERFIL NEWS – ‘Se houve a critica, ela então não procede?’ SIMONE TEBET – ‘Eu acho que houve um mal entendido. Não foi bem o Plano Diretor que eles estavam discutindo, era porque a prefeitura não estaria mais liberando loteamento. Não estamos liberando por causa do decreto, mas sim por decisão judicial. Tem ofício do Ministério Público questionando os loteamentos e para não sofrermos uma Ação do MP, temos um decreto suspendendo os loteamentos novos. Acho que houve um mal entendido nessa situação que até agora não consegui entender’. PERFIL NEWS – ‘Novos loteamentos estão proibidos?’ SIMONE TEBET – ‘Estão proibidos até aprovação do Plano Diretor. No passado se fazia loteamentos completamente irregulares.’ PERFIL NEWS – ‘Por que a população (corretores) não foi informada sobre esses ofíc
ios do Ministério Público?’ SIMONE TEBET – ‘Ninguém sabe disso. Temos todos os ofícios sobre isso.’ PERFIL NEWS – ‘Por que os membros não foram informados sobre esses ofícios?’ SIMONE TEBET – ‘Nós não fomos chamados para essas reuniões. Não recebi um ofício para participar dessa reunião. E por telefone tentaram localizar um dos nossos diretores que estava doente e acabou um outro representante indo. PERFIL NEWS – ‘Não foi uma decisão do Ministério Público?’ SIMONE TEBET – ‘Não. A suspensão também foi uma decisão atendendo ao pedido da rua. Estamos sendo obrigados a fazer uma defesa sobre um loteamento (a prefeita não citou nome alegando questões éticas) e que se o loteador for e inclusive vai ser condenado, eu não sei de onde ele vai tirar dinheiro para resolver esse problema. O Ministério Público já está notificando os loteadores. Tem ações contra loteamentos e não são poucos’. PERFIL NEWS – ‘Se um investidor de imóveis vier pedir um conselho, onde a prefeita sugeriria investir?’ SIMONE TEBET – ‘Primeiro não temos áreas centrais, mas a cidade vais crescer, ao meu ver nas duas extremidades, sentido Brasilândia, é uma opinião minha, posso até estar errada até por conta da International Paper que está vindo para cá. E no jardim Aeroporto’. PERFIL NEWS – ‘Sobre a industrialização. A International Paper é uma realidade ou sonho?’ SIMONE TEBET – ‘(após uma pequena pausa)…Não diria nenhum, nem outro. A realidade só a Paper para dizer. Daria para apresentar um meio termo? (risos). Quando nós falamos em sonho, principalmente quando se fala em sonho da International Paper, a gente lembra em um passado que por duas vezes quase se concretizou e só não o fez por uma série de problemas. Inclusive em nenhum momento teve tantas ações como teve agora. Temos inúmeras ações. Tudo já foi feito. De zero a dez, as chances é nove. Mais de 90% das exigências já foram cumpridas. Eu vejo a vinda da Paper com algo quase que palpável. PERFIL NEWS – ‘E a Schincariol?’ SIMONE TEBET – ‘Eu não tenho uma sensação tão positiva em relação à Schincariol como eu tenho em relação da Paper. A Schin deixou de nos contactar embora estejamos em início de conversa novamente. Ao projeto da Schin vir, mas em médio prazo. Em 15 dias eu tenho posição sobre a empresa. PERFIL NEWS – ‘Sobre política. Você já declarou apoio a André Puccinelli (PMDB), Valdenir Moka (PMDB), Luiz Akira (PMDB). Você já tem uma ‘cola’ para o dia da eleição?’ SIMONE TEBET – ‘Meu candidato a federal é o Moka, pois foi um deputado federal que liberou verba para Três Lagoas. Akira Otsubo é candidato nosso do PMDB dentro de Três Lagoas. Isso não significa que a administração não tenha a liberdade de apoiar outro candidato dentro do PMDB. PERFIL NEWS – ‘Cada secretário tem a liberdade de escolher os seus candidatos?’ SIMONE TEBET – ‘Sim, desde que sejam do PMDB’. PERFIL NEWS – ‘Desta forma não existe a possibilidade de pulverizar votos?’ SIMONE TEBET – ‘Nós estamos praticamente fechados com dois ou três candidatos a nível estadual e dando a liberdade. Não estamos fazendo nada de forma impositiva’. PERFIL NEWS – ‘Suas considerações finais’ SIMONE TEBET – Temos obras em todas as áreas. Priorizamos as áreas que a população mais quer e precisa. Nunca esquecemos a saúde e a educação que são pontos básicos. E o que a população mais quer, além de saúde e educação é o asfalto e drenagem. Essas são as grandes obras que o município precisa. No início do ano que vem, com recursos próprios, serão investidos R$ 3 milhões em asfalto. Não vou falar quais são os bairros e as ruas. Esse dinheiro será bem pulverizado atendendo dez bairros da cidade. PERFIL NEWS – ‘Quais são os critérios para esse asfalto. São determinados pelos vereadores?’ SIMONE TEBET – ‘São bairros de interesse público. Ou são vias de acesso dos bairros para se chegar ao trabalho, ou locais onde possuem muitas casas, não tem terrenos baldios e não precisa de drenagem. Por que não vamos asfaltar uma quadra sem antes por drenagem embaixo, se precisar. Estamos gastando muito em baixo do solo, difícil ver um prefeito que tenha investido tanto quanto nós estamos e vamos investir em obra que não aparece. A população nunca mais vai lembrar, pois é obra feita em baixo da terra. PERFIL NEWS – ‘Luiz Akira continua a ser seu vice-prefeito nunca possível candidatura para reeleição?’ SIMONE TEBET – ‘Eu nunca gosto de falar antecipadamente. Apesar de estar recentemente na política eu vivi tempo suficiente para saber que 24 horas é muito tempo, quem dirá dois anos. 24 horas muda. Em 24 horas você acorda candidato a deputado e dorme candidato ao senado. Você acorda candidato ao senado e dorme candidato a mais nada. Em 24 horas em já vi reuniões assim, dentro da minha casa’. Se eu estiver bem, sou candidata à reeleição. Se a população achar que não estou bem não sou candidata à reeleição. Se eu for candidata a reeleição vamos ver ao o projeto, enfim, temos que ver quais são as composições partidárias. Só posso dizer que estou satisfeita com meu vice. Não tenho o que dizer que o desabone, seja como vice, seja como secretário de agronegócios. PERFIL NEWS – ‘Seu futuro político é o Senado Federal?’ SIMONE TEBET – ‘Futuro político imediato se houver será minha reeleição’. PERFIL NEWS – ‘E no futuro um pouco mais distante? SIMONE TEBET – ‘Pode ser como pode não ser. Posso ser candidata deputada federal ou ao senado, ou até mesmo a estadual’. PERFIL NEWS – ‘Você tem noção da sua visibilidade política à nível de Estado?’ SIMONE TEBET – ‘Estou trabalhando tanto que não sobra nem sábado e domingo nem para visitar outros municípios. Inclusive estou devendo uma visita a Dourados por intermédio do Diário MS. Acho que vou começar a ter uma noção se o nosso trabalho tá refletindo lá fora ou não a partir do ano que vem quando teremos um pouco mais de fôlego para respirar. Nesses próximos dois meses vou ter uma noção, pelo menos na região do Bolsão. Pois tenho um compromisso com o nosso candidato e nos finais de semana visitarei várias cidades.

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.