Durante o lançamento, a Rede de Supermercados São Francisco anunciou 160 vagas para Três Lagoas e o perfil esperado para conquistar uma vaga

Reuniram-se, na tarde desta quarta-feira (15) o Sindicato dos Empregados no Comércio de Três Lagoas (MS) – SECTL, o Sindicato do Comércio Varejista de Três Lagoas (Sindivarejo TL), a Casa do Trabalhador e a Rede de Supermercados São Francisco.

O encontro trouxe o anúncio do 1º Curso de Qualificação e Requalificação para o Trabalhador, promovido pelo SECTL, através do projeto Sindicato Sustentável.

Com o tema: “Como se apresentar numa entrevista de emprego e currículo ideal”, o primeiro curso tem início, na próxima segunda-feira (20) e, ao todo serão 60 vagas. As inscrições estarão sob a coordenação da Casa do Trabalhador.

VAGAS DE TRABALHO

Em parceria com o Sindivarejo e a Casa do Trabalhador, o SECTL, através do projeto Sindicato Sustentável acordou com a Rede de Supermercados São Francisco que os trabalhadores que passarem pelos cursos serão encaminhados para as 160 vagas de trabalho, sendo que as novas contratações estão  previstas para 1º de fevereiro.

Na ocasião, o presidente do SECTL, Eurides Silveira de Freitas apresentou o projeto Sindicato Sustentável aos gestores do grupo São Francisco e à imprensa, destacando a importância deste marco para a cidade.

“Estamos felizes e otimistas, pois o projeto Sindicato Sustentável demonstra uma resposta concreta do SECTL, no enfrentamento do desemprego”, comemorou Eurides.

LACUNA

Do ponto de vista dos empresários, o presidente Sindicato do Comércio Varejista de Três Lagoas (Sindivarejo TL), Sueide Silva Torres comentou que o projeto preenche uma lacuna, um problema recorrente, na efetiva contratação: uma lacuna entre a competência esperada e a competência demonstrada. “Ou seja, muitas vezes existe a vaga, mas o trabalhador não dispõe de competências necessárias para a vaga. Principalmente o jovem em busca do primeiro emprego ou aquele trabalhador que busca uma vaga específica ou técnica.”, explicou Sueide.

Para o diretor da Casa do Trabalhador Jurandir da Cunha Viana (Nuna) existe uma dificuldade de parceria entre o sindicato dos empregados e o sindicato patronal, mas disse estar feliz com a parceria que se desenvolveu em Três Lagoas. “A Casa do Trabalhador entra na parceria com a organização das inscrições do curso. Esta é nossa resposta no enfrentamento ao desemprego”, declarou.

POTENCIAL

Três Lagoas foi escolhida pelo potencial de desenvolvimento econômico e renda, segundo os gestores da Rede de Supermercados São Francisco. Com previsão de inauguração entre os meses de abril e maio, a loja no Shopping Três Lagoas será a segunda da rede no estado de Mato Grosso do Sul.

Os representantes da Rede São Francisco estão fazendo uma pesquisa para determinar o perfil do consumidor para se adequar a realidade três-lagoense.

Serão 160 novas vagas de emprego. Entre elas: operador de caixa, repositores, padeiros, confeiteiros, açougueiros, empacotadores, atendente de rotisseria e atendente de padaria. Com uma política de contratação democrática, os gestores garantiram inclusão para quem está iniciando no primeiro emprego, jovem aprendiz e pessoas com necessidades especiais. As únicas exigências serão que o candidato tenha o ensino médio completo e goste de atender pessoas.

Presentes na reunião os colaboradores da Rede e Supermercados São Francisco: a analista de recursos humanos, Danielle Aparecida Souza Maria; a especialista em recrutamento e seleção Lucélia Guedes; a especialista em consultoria interna Rafaella Bertipalha; o especialista em remuneração e relações sindicais Renato Raniero; e o gerente de recursos humanos Fernando Brust, o presidente do SECTL, Eurides Silveira de Freitas, o presidente Sindicato do Comércio Varejista de Três Lagoas (Sindivarejo TL), Sueide Silva Torres e o diretor da Casa do Trabalhador Jurandir da Cunha Viana (Nuna). A reunião aconteceu, na tarde desta quarta-feira (15), no Taj Hotel.

(*) Julia Vasquez – Diurna Comunicação

Comentários