23/03/2012 15h34 – Atualizado em 23/03/2012 15h34

Com o reajuste, o salário dos frentistas saltou para R$ 710,00, retroativo a 1° de março

Assessoria de Comunicação

O piso salarial dos frentistas que trabalham nos postos de combustíveis em Mato Grosso do Sul teve reajuste de 9,23%. O índice de correção foi estabelecido após uma série de reuniões envolvendo o Sinpetro, que representa os empresários, e o Sinpospetro, representante da classe laboral.

Com o reajuste, o salário dos frentistas saltou para R$ 710,00, retroativo a 1° de março. Já os colaboradores que recebem valores acima do piso tiveram reajuste de 7,65% em seus vencimentos.

Nas negociações ficou estabelecido que o valor referente á participação nos lucros será de R$ 330,00, cujo pagamento será feito em duas parcelas, de R$165,00, pagas em agosto de 2012 e em fevereiro de 2013.

Conforme explicou Mário Shiraishi, presidente do Sinpetro, todas as clausulas sociais foram mantidas. Elas terão vigência por 24 meses, o que significa que só voltarão a ser discutidas na data-base da categoria em 2014.

Ele destacou ainda que foi acrescentada ao acordo cláusula que autoriza os empresários e utilizar sistemas eletrônicos alternativos de controle de jornada de trabalho.

Isso significa que os empresários que já estão operando com o ponto eletrônico não terão que adquirir novo equipamento, conforme estabelece a lei, já que o sistema alternativo pode ser mantido desde que exista acordo com convenção coletiva de trabalho.

Comentários