24.3 C
Três Lagoas
quinta-feira, 27 de janeiro, 2022

SITUAÇÃO PREOCUPANTE

15/03/2011 00h21 – Atualizado em 15/03/2011 00h21

Segundo levantamento da Defesa Civil o estado de MS já tem 100 mil pessoas atingidas pelas chuvas

Na região do Bolsão, o município mais castigado é Paranaíba

Caldeirão do Bolsão – Ricardo Ojeda

SITUAÇÃO PREOCUPANTE

Segundo levantamento da Defesa Civil o estado de MS já tem 100 mil pessoas atingidas pelas chuvas. Na região do Bolsão, o município mais castigado é Paranaíba. Santa Rita do Pardo e Ribas do Rio Pardo, moradores próximos ao rio Pardo tiveram sua casas alagadas.

SITUAÇÃO CONTROLADA

Em Três Lagoas, embora os vertedouros da hidrelétrica de Jupiá abertos em sua plenitude, a situação está controlada. No bairro de Jupiá o nível do rio Paraná subiu mais de 5 metros, invadindo a prainha local. Segundo os bombeiros, por enquanto a situação está controlada. Mas se chover muito na cabeceira do rio, a situação pode agravar.

PÉRIPLO POR BRASÍLIA

O governador André Puccinelli (PMDB) se reúne nesta terça-feira, em Brasília, com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Wagner Rossi.

RELATÓRIO DE ESTRAGOS

Juntamente com parlamentares da bancada federal, Puccinelli vai apresentar ao ministro um relatório dos estragos causados pelas chuvas dos últimos dias nas lavouras de MS.

PERDAS SUBSTANCIAIS

Estudos preliminares dão conta de que MS perdeu algo em torno de uma tonelada de grãos com as chuvas que atingiram principalmente pólos produtores nas regiões norte e sul do Estado.

PÉ DE BOI

Puccinelli, aliás, tem se mostrado um verdadeiro “pé de boi” quando o assunto é correr atrás de recursos para amenizar os prejuízos das chuvas no Estado.

IN LOCO

Na última semana, o governador conseguiu fazer com que o ministro da Integração Regional, Fernando Bezerra, viesse ao Estado para averiguar, in loco, os estragos da chuva.

VERBAS PARA ESTRADAS

Além de fazer com que Bezerra viajasse a MS, Puccinelli ainda conseguiu compromisso do ministro de repassar, ao Estado, ao menos R$ 5 milhões para restaurar as rodovias que servem para escoamento da safra.

RALLY DA SAFRA

Mato Grosso do Sul foi incluído no Rally da Safra, expedição técnica que percorre as principais áreas agrícolas do Brasil.

ROTA ALTERADA

A equipe 7 do Rally teve sua rota original modificada para que os técnicos possam avaliar os danos provocados pelo excesso de chuvas em partes do Estado.

ABALO SÍSMICO

Em Paranaíba, além das fortes chuvas, outra ocorrência inusitada ocorreu no município. Um abalo sísmico de 3,8 graus na escala Richter atingiu uma região da cidade, provocando rachaduras em 31 residências.

TEMPO LOCO

Já que o assunto é abalo sísmico vale a pena ler o texto a seguir: Recentemente inaugurado, o centro sismológico nacional previu um abalo sísmico na região de Icó, imediatamente remeteram um telegrama: “Movimento sísmico detectado na zona de Icó, epicentro à três KM da cidade, abalos de 7 graus na escala Hichter, favor tomar providências.” Uma semana depois o tal centro sísmico recebe um telegrama: “Aqui é a polícia de Icó. Movimento desarticulado, fechamos a Zona e prendemos a cafetina. Epicentro, Epitáfio e Epifânio detidos para interrogatório, o tal de Hichter tentou fugir e foi abatido a tiros. Só não respondemos antes por que teve um terremoto do cacete por aqui.”

DISCURSO COMOVENTE

A prefeita Márcia Moura (PMDB) fez um discurso no sábado de manhã que comoveu as pessoas que estavam na Praça Ramez Tebet.
Ele disse estar curada da doença que a obrigava fazer constantes sessões de quimioterapia.

PEGOS DE SURPRESA

A notícia pegou todos de surpresa, mas foi de forma positiva. Emocionada a prefeita relatou sua experiência, sua luta contra a doença e o tratamento para vencer o câncer.

BATALHA VENCIDA

Sem esconder todos os detalhes do tratamento, Márcia disse que o tratamento é desgastante e doloroso. Para enfrentar a situação a ajuda de amigos, familiares e da população foram de vital importância. “Foi necessário retirar um seio, é uma situação difícil, mas graças a Deus, à Nossa Senhora e o apoio de todos, pude vencer essa batalha.”

GUERREIRA

De uma coisa podemos ter certeza. Márcia Moura é uma guerreira. É um exemplo de mulher de garra e de determinação. Passar o que passou nos últimos meses sem deixar-se abater é algo realmente divino. É polivalente. Lutava contra a doença, administrava o município e ainda encontrava tempo para curtir a família.

REDIMINDO

Inclusive algumas vezes ela foi criticada por alguns órgãos de imprensa, incluindo essa coluna, pela letargia da administração. Todos cobravam quando iria começar a era Márcia de administrar. Diante da situação detalhada por ela, o titular do Caldeirão se redime publicamente em relação às críticas.

OBSTÁCULOS VENCIDOS

Com todo tipo de intempéries, como, por exemplo, o vendaval que castigou a cidade em setembro do ano passado; a renovação do contrato com a Sanesul, a escolha da mesa diretora da Câmara, a votação do orçamento entre outros obstáculos que daria para descarrilar o rumo da administração. Ela enfrentou tudo calada, sozinha e sem deixar de trabalhar, Uma guerreira.

PARCEIRO

Até o deputado Eduardo Rocha (PMDB) se rendeu a determinação da prefeita na questão da superação administrativa e sua luta vitoriosa contra a doença. Rocha garantiu que vai ajudar Márcia fazer uma boa administração. Para isso ele afirmou que se preciso for vai a Brasília reunir-se com a bancada federal para agilizar a liberação dos recursos federal, referente à situação de emergência que ainda no foi liberado ao município.

MADRUGANDO

Eduardo Rocha passou o fim de semana em Três Lagoas. Ele participou de vários eventos na cidade. No domingo teve que pular cedo da cama para prestigiar a solenidade do lançamento de pavimentação na colônia de pescadores de Jupiá.

REUNIÃO DE TRABALHO

Ele aproveitou ainda para reunir com o chefe regional da Agesul, Dirceu Deguti para verificar o trabalho em relação às estradas vicinais dos municípios castigados pelas chuvas.

NA TRIBUNA

Sobre essa situação o deputado já havia manifestado na tribuna da Assembléia Legislativa sua preocupação com a situação dos moradores nas cidades atingidas por temporais em Mato Grosso do Sul. Na ocasião, ele lembrou que assim como Três Lagoas e outras nove cidades, atingidas por um temporal em setembro do ano passado, outros municípios agora passam por dificuldades.

MOMENTO ÚNICO

Rocha disse ao titular do Caldeirão que Três Lagoas mais uma vez vive momento único de desenvolvimento. Indagado sobre a chegada de trabalhadores de outros estados à cidade, essa situação não traria impactos sociais no município, ele respondeu que sim, mas impactos positivos.

IMPACTO POSITIVO

O deputado fez a seguinte observação: “Antes da chegada da industrialização em Três Lagoas, não tinha empregos na cidade. Quem precisa trabalhar não consegui, tinha que sair da cidade. Hoje a cidade importa trabalhadores. Isso é impacto positivo”.

DENSIDADE POPULACIONAL

Importante ressaltar que nos próximos meses Três Lagoas receberá mais de dez mil operários que trabalharão na construção da Eldorado Celulose e da siderúrgica Três Lagoas, Sitrel. Imagine a cidade receber algo em torno de dez por cento da sua densidade populacional.

REUNIÃO DE MULHERES

O PSB de Três Lagoas, através de sua presidente a vereadora peessebista Marisa Rocha, reuniu mais de 300 mulheres que lotaram o auditório da Câmara do município no sábado passado. O evento contou com a participação do presidente estadual do PSB, Sérgio Assis, lideranças da executiva regional, vereadores socialistas e líderes dos segmentos do partido.

AGRADECIMENTOS AOS ELOGIOS

O deputad
o estadual Diogo Tita publicou na sua página do twitter agradecimento ao titular do Caldeirão em relação aos comentários feitos na coluna anterior. O deputado “agradeceu” os “elogios” publicados na coluna e lembrou que deveria ser publicada sua atuação destacada no parlamento estadual.

SEM COMENTÁRIOS

Pois bem, o missivista da coluna fica envaidecido com os “elogios”, mas não muda uma vírgula na questão. Quanto à atuação do parlamentar não cabe comentar. Afinal não faz mais que a obrigação trabalhar em benefício da população dos municípios que o elegeu.

QUEBRANDO PROTOCOLO

O líder comunitário Gil do Jupiá durante solenidade de lançamento de pavimentação asfáltica quebrou o protocolo do cerimonial. O evento já tinha terminado quando ele apossou-se do microfone para desespero do Paulo Pembolin.

ERRO GEOGRÁFICO

Falando no Paulo Pembolin, chefe do cerimonial teve uma falha geográfica quando citou Alto do Sucuriú ao invés de Colônia de Pescadores de Jupiá, bairro onde acontecia a solenidade. Ainda bem que corrigiu na hora.

LICITAÇÃO DE RODOVIA

Até o mês de abril, o governo federal deverá realizar licitação para ampliar e reestruturar a BR-262, nos 325 km que separam Três Lagoas de Campo Grande.

OBRAS PARA BREVE

Conforme o Dnit, o projeto de reforma da rodovia, uma das mais importantes de MS, começou a ser elaborado em 2009 e só foi concluído no final de 2010. As obras na via devem iniciar antes do final do ano.

FAIXA EXTRA

A restauração da rodovia está orçada em R$ 150 milhões, segundo o Dnit. Os trabalhos envolvem a reestruturação asfáltica da via e a construção de uma faixa extra nos trechos de subida do corredor rodoviário.

BR LIBERADA

O Dnit concluiu os trabalhos de recuperação do trecho de 80 metros da BR-262, entre Três Lagoas e Ribas do Rio Pardo, que cedeu com as chuvas da última semana que atingiram a região.

TRÁFEGO LIBERADO

Com isso, desde o final de semana o trecho de cerca de 1 km que estava interditado na região está liberado para o tráfego.

FILOSOFANDO

“O homem não morre quando deixa de viver, mas sim quando deixa de amar”.
(Charles Chaplin)

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.