15/04/2014 10h56 – Atualizado em 15/04/2014 10h56

Este é o maior incêndio registrado na história do município. Até o fim da tarde de segunda-feira (14), tinham sido destruídas 2.200 casas e retiradas 10 mil pessoas

Da redação

As autoridades chilenas atualizaram para 15 o número de vítimas do incêndio de Valparaíso, no Chile, que começou sábado passado (12). O oficial da Armada, Julio Leiva, disse que pelas características do incêndio, não está afastada a possibilidade de serem encontrados mais corpos.

A ministra da saúde, Helia Molina, que visitou a área afetada pelas chamas na noite passada, decretou alerta de saúde para o município de Valparaíso. Ela determinou a instalação de uma tenda de cuidados hospitalares no terreno onde estava um consultório médico consumido pelas chamas.

Este é o maior incêndio registrado na história do município. Até o fim da tarde de segunda-feira (14), tinham sido destruídas 2.200 casas e retiradas 10 mil pessoas.

No controle das chamas estão envolvidos 1.300 bombeiros, brigadas da Corporação Nacional Florestal (Conaf), 21 helicópteros e aviões e 3 mil policiais. “A nossa missão é garantir a segurança das pessoas e colaborar nos trabalhos com vista a minimizar os danos”, disse um oficial do Exército. (Agência Brasil com informações da Agência Lusa)

O incêndio teve início no sábado e ja´destruiu 2.200 casas, atingindo 10 mil pessoas (Foto: Google)

Comentários