26/11/2018 13h37

O workshop consiste em usar o Lego como uma ferramenta de trabalho para abordar os problemas organizacionais, gerando um vínculo significativo do colaborador com as propostas de solução construídas

Redação

Criada com o intuito de gerar solução para empresas por meio de ferramentas inovadoras, a Startup do Sesi realizou o Workshop Lego Serious Play para os funcionários da unidade da Eldorado Brasil de Três Lagoas (MS).

Essa metodologia foi desenvolvida para ambientes corporativos com o objetivo de promover mudanças que impactam consideravelmente no desenvolvimento dos colaboradores e, consequentemente, das empresas onde eles atuam.

A gerente da Startup do Sesi, Andreza Souza Araujo, explica que o workshop foi desenvolvido para a Eldorado no âmbito do programa de desenvolvimento de lideranças adotado pela indústria de celulose.

O primeiro, de uma série de três workshops, foi aplicado entre os líderes das áreas de colheita florestal, no dia 12 de novembro.

O workshop consiste em usar o Lego como uma ferramenta de trabalho para abordar os problemas organizacionais, gerando um vínculo significativo do colaborador com as propostas de solução construídas.

As peças e cenários de Lego são metáforas para a identidade de cada participante, incentivando a criatividade e protagonismo de ideias para que o colaborador encontre suas próprias soluções e, desta forma, transforme a si mesmo e o mundo ao seu redor.

“Em cada desafio, propomos a construção de um cenário que, muitas vezes, expõe situações de outras áreas da empresa que, não necessariamente, são de convívio direto do colaborador.

E, enquanto esse cenário vai sendo construído, ele começa a ter uma visão ampliada das engrenagens da instituição, e a perceber qual o tipo de relacionamento entre as áreas.

É positivo? É negativo? Preciso mudar alguma coisa? Com essas reflexões, o colaborador passa a ter uma visão mais profunda para criar uma estratégia de atuação e mudança que favoreça todo a empresa para maior engajamento e produtividade”, acrescentou a gerente da Startup do Sesi.

A experiência dos colaboradores

Entre os colaboradores da Eldorado ficou a sensação de que a experiência com a metodologia Lego Serious Play mexe com diversos sentidos do corpo humano e facilita ter um novo olhar e novas perspectivas. “Me surpreendi.

O que é mais interessante, é que a metodologia instiga a gente a falar, vocês vão provocando e nós vamos falando”, afirmou Reginaldo Francisco Sian.

“Se não fossem as montagens e as pessoas falando, eu não teria guardado tudo o que as pessoas disseram, é feito de um jeito que não temos como esquecer.

Aqui, não é para ver quem faz mais bonito, e sim para dizer qual o significado. Pelo jogo, você consegue passar um conhecimento, é muito legal, abri um leque na minha cabeça, quando olhei tudo estava interligado”, acrescentou Ricardo Ferreira dos Santos.

Robson Carlos Ferreira também enfatizou o impacto que as conexões construídas no cenário de Lego tiveram sobre ele, além dos insights gerados.

“Acredito que essas conexões que fizemos deixaram bem claro o quanto uma coisa impacta na outra, as vezes a gente só fala e não estamos acostumados a expressar em desenhos, então foi um ganho muito grande.

Hoje eu consigo ver o quanto as coisas impactam e a criatividade expressada aqui me marcou muito, a parte visual fica muito marcada, gostei bastante”, contou.

“Foi a primeira experiência que eu tive com o Lego, no começo tive um pouco de dificuldade para expressar minha visão e conseguir montar, mas foi muito válido, conseguimos esboçar um sentimento que fica lá com gente, guardado, de uma maneira bem informal”, finalizou Jailson Silveira de Faria.

Serviço – A Startup do Sesi também pode levar diversos produtos para a sua empresa e os interessados podem obter mais informações pelo telefone 0800 723 73 74

(*) Informações do site FIEMS

Foto: Divulgação

Comentários